UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/992

Title: Avaliação da fertilidade no cio do poldro
Authors: Paiva, Raquel Alexandra Elias de
Advisor: Correia, Maria José
Dias, Graça Maria Leitão Ferreira
Keywords: Égua
Involução uterina
Reprodução
Cio do poldro
Fertilidade
Mare
Uterine involution
Reproduction
Foal heat
Fertility
Issue Date: 2009
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: PAIVA, R. A. E. (2009). Avaliação da fertilidade no cio do poldro. Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: Existe muita controvérsia em relação à fertilidade no cio do poldro e à tomada de decisão de iniciar ou não a reprodução nesse momento. O objectivo deste trabalho foi analisar alguns aspectos particulares do cio do poldro e avaliar a fertilidade da eguada Alter Real (AR) nesse período, bem como factores que pudessem afectá-la, comparativamente à fertilidade dos estros pós-parto (p.p.) subsequentes. Assim, foram avaliados o mês de parição, a duração do anestro p.p., o dia da primeira ovulação p.p., a existência de retenção placentária e acumulações de fluido intrauterino e seus tratamentos, a idade das éguas, o número de inseminações necessárias por gestação, e a influência destes factores nas taxas de gestação no cio do poldro. O estudo foi realizado na Unidade de Reprodução, Obstetrícia e Neonatologia (URON) da Coudelaria Alter Real (CAR), através do acompanhamento das éguas AR de Janeiro a Junho de 2008 e recorrendo aos registos das épocas reprodutivas de 2006 e 2007. Os animais foram mantidos em pastoreio e complementados com granulado uma vez ao dia. No ano de 2008 e 2007 foram analisadas as mesmas 45 éguas e no ano de 2006 foram analisadas 42 éguas, visto 3 daquelas 45 éguas terem sido postas à reprodução apenas em 2007. Para cada ano reprodutivo (2006, 2007 e 2008) foram analisadas a taxa de gestação no cio do poldro, a taxa de gestação em estros p.p. seguintes e a taxa de gestação nos estros p.p. seguintes após tentativa no cio do poldro. A receptividade das éguas ao garanhão foi testada em todas as éguas paridas, normalmente a partir do dia 5 p.p., a fim de detectar sinais de cio. Uma vez observado o cio do poldro, as éguas foram beneficiadas em dias alternados até se verificar, por exame ultrasonográfico, a ovulação. O diagnóstico ecográfico de gestação foi efectuado ao 15º dia após o dia da ovulação e confirmado ao 30º dia. Da análise global dos 3 anos, a taxa de gestação no cio do poldro foi de 66,7% e a taxa de gestação dos estros p.p. seguintes foi de 59,4%. Estes resultados permitem concluir que a fertilidade no cio do poldro foi superior à fertilidade em estros p.p. subsequentes. Para além disso, da análise dos 3 anos individualmente temos que a fertilidade no cio do poldro teve uma melhoria significativa entre o ano 2006 (33,3%) e os anos 2007 e 2008 (84,6% e 67,7%, respectivamente), tendo-se alcançado taxas de gestação no cio do poldro superiores às taxas de gestação nos estros p.p. subsequentes, em 2007 (84,6% vs 62,5%) e 2008 (67,7% vs 53,8%). Caso não se verifiquem problemas que denotem uma involução uterina alterada, como retenção placentária e grandes acumulações de líquido intrauterino, ou outros factores que desaconselhem o início da reprodução, na URON da CAR é viável iniciar a reprodução das éguas AR paridas, no cio do poldro.
ABSTRACT - Title: Fertility Assessment on Foal Heat - A major controversy exists about foal heat fertility and making the decision to begin or not the reproduction at that moment. The aim of this work was to analyze some particular aspects of the foal heat and assess fertility of Alter Real (AR) herd at that time, as well as factors that may affect it, comparatively to the subsequent oestrous cycles. Therefore, were evaluated foaling month, post partum (p.p.) anoestrus, day of first p.p. ovulation, placental retention and uterine fluid accumulations and their treatments, mares’ age, necessary number of inseminations per gestation and the influence of these factors in gestation rates at foal heat. The study was carried out in the Unidade de Reprodução, Obstetrícia e Neonatologia (URON) of the Coudelaria Alter Real (CAR), following the AR mares from January to July of 2008 and using the records of the reproductive season from 2006 and 2007. Mares were maintained on pasture and were fed additional concentrate and hay once a day. In the year of 2008 and 2007 the same 45 mares were studied and in 2006 only 42, since 3 of those mares were just first bred in 2007. On each reproductive year (2006, 2007 and 2008) gestation rate in foal heat, gestation rate in subsequent oestrous cycles and gestation rate in subsequent oestrous cycles after attempt in foal heat were evaluated. The receptivity of mares to the stallion was tested in all foaling mares, usually beginning at the fifth day p.p. to detect heat signs. Once observed the foal heat, the mares were bred in alternate days until ovulation was identified by transrectal ultrasonography. The ultrasonographic pregnancy diagnosis was made on day 15 after the ovulation day and confirmed on day 30. From the global analysis of the 3 years, pregnancy rate in foal heat was 66,7% and the pregnancy rate in subsequent oestrous cycles was 59,4%. These results allow to conclude that the fertility in foal heat was superior than the fertility in subsequent oestrus periods. Furthermore, from the analysis of each one of the 3 years, the fertility in foal heat had an expressive improvement between the year 2006 (33,3%) and the years 2007 and 2008 (84,6% and 67,7%, respectively), reaching a superior gestation rate in foal heat than in later p.p. oestrous cycles, on 2007 (84,6% vs 62,5%) and 2008 (67,7% vs 53,8%). In the absence of problems that affect uterine involution, such as plancentary retention and major uterine fluid accumulations, or of other factors that advise against the beginning of reproduction, in the URON of the CAR it is feasible to begin reproduction of foaling AR mares in foal heat.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/992
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Avaliação da Fertilidade no Cio do Poldro.pdf79.16 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE