UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/985

Title: Infecção cutânea no doente atópico canino
Authors: Vieira, Diana Branco
Advisor: Pomba, Maria Constança Matias Ferreira
Martins, Ana Mafalda Lourenço
Keywords: Infecção cutânea
Dermatite atópica canina
Staphylococcus spp.
mecA
Susceptibilidade antimicrobiana
Cutaneous infection
Canine atopic dermatitis
Antimicrobial susceptibility
Issue Date: 2008
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: VIEIRA, D. B. (2008). Infecção cutânea no doente atópico canino. Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: Nesta dissertação é realizada uma revisão bibliográfica sobre a dermatite atópica canina, com especial incidência sobre as infecções secundárias. A prevalência da dermatite atópica canina (DAC) tem sido estimada em cerca de 10% da população canina e os pacientes com DAC exibem frequentemente infecções cutâneas concomitantes com Staphylococcus spp. e/ou Malassezia. Foi feito um estudo de 55 doentes atópicos caninos com infecção cutânea na área da Grande Lisboa. No que diz respeito à epidemiologia clínica destes pacientes houve uma maior prevalência de cães de origem indeterminada (29%), seguida do Cocker Spaniel (15%), Labrador Retriever (5%) e Terra Nova (5%). A distribuição sexual dos doentes atópicos com infecção cutânea parece seguir a tendência geral da população hospitalar e a maioria dos cães neste estudo (63%) possuía mais de quatro anos, o que está provavelmente relacionado com a população ter sido obtida de uma consulta de segunda opinião. No diagnóstico citológico de infecção cutânea determinou-se que parte da população em estudo (20%) apresentava uma infecção mista, ou seja, além de infecção bacteriana eram concomitantemente afectados por infecção por Malassezia. Foi realizada uma análise da etiologia da infecção cutânea bacteriana e um estudo de susceptibilidade antimicrobiana e à semelhança do referido na bibliografia o Staphylococcus intermedius foi a espécie bacteriana mais frequentemente isolada, tanto nas piodermites como nas otites externas. Apesar de se ter verificado resistência a um ou mais antibióticos para 82.61% das estirpes cutâneas e 75% das estirpes auriculares de S. intermedius, a grande maioria dos isolados demonstrou susceptibilidade a antibióticos de primeira linha como a amoxicilina-clavulanato, cefalosporinas, oxacilina, co-trimoxazol e fluoroquinolonas. A resistência à penicilina, ampicilina, tetraciclina e clindamicina foi frequente. A multiresistência foi um achado comum nesta espécie bacteriana o que é preocupante se tivermos em conta o potencial zoonótico das estirpes de S. intermedius multiresistentes. Foi feita uma caracterização genotípica da resistência à meticilina em parte das estirpes e nenhuma das estirpes de S. intermedius testadas demonstrou a presença do gene mecA, contudo a sua existência foi detectada numa estirpe de Staphylococcus simulans. Esta estirpe era resistente à oxacilina com uma CIM > 4 μg/ml e demonstrou resistência a outras sete classes de antibióticos. O facto de esta estirpe ser portadora do gene mecA e multiresistente vem alertar para a importância da epidemiovigilância da resistência à meticilina em medicina veterinária, não só nos S. intermedius e S. aureus mas também nos estafilococos coagulase negativos. É apresentado o caso clínico em que a estirpe de S. simulans foi isolada.
ABSTRACT - Skin infection in canine atopic patients In this dissertation a review is made about canine atopic dermatitis, giving special attention to secondary infection. Canine atopic dermatitis has been estimated as affecting around 10% of the canine population and dogs with atopic dermatitis frequently exhibit concurrent skin infections with Staphylococcus spp. and /or Malassezia yeasts. Fifty five atopic dogs with concomitant skin infection from the metropolitan area of Lisbon were studied. Regarding the clinical epidemiology of these patients there was a higher prevalence of mixed breed dogs (29%), followed by Cocker Spaniel (15%), Labrador Retriever (5%) and Newfoundland (5%). The gender distribution of atopic dogs with skin infection seems to follow the tendency of the general hospitalar population and most dogs in this study (63%) were more than four years old, which is probably related with the population being obtained from a referral consultation. With the cytological diagnosis of skin infection it was determined that part of the study population (20%) had a mixed infection, this is, they were simultaneously infected with bacteria and Malassezia yeasts. The aetiology of bacterial skin infection was analyzed and a study of antimicrobial susceptibility was made; as referred in the literature the most common bacterial specie isolated from both pyoderma and otitis was Staphylococcus intermedius. Despite the resistance observed to at least one antibiotic in 82.61% and 75% of skin and otic isolates respectively, the majority of the S. intermedius strains showed susceptibility to first line antimicrobials agents such as amoxicillin-clavulanate, cephalosporins, oxacillin, cotrimoxazole and fluoroquinolones. Resistance to penicillin, ampicillin, tetracycline and clindamycin was frequent. Multidrug resistance was a common finding in this species which is worrisome if the zoonotic potential of multidrug resistant S. intermedius is taken in account. The genotypic characterization of the resistance to methicillin was performed in part of the strains and none of the tested S. intermedius showed the presence of the mecA gene; however this was found in a Staphylococcus simulans. This last strain was resistant to oxacillin with a MIC > 4 μg/ml and was resistant to seven other antimicrobial classes. The fact that this strain carried the mecA gene and was multidrug resistant alerts to the importance of methicillin resistance surveillance in veterinary medicine not only in S. intermedius and S. aureus but also in coagulase negative staphylococci. A case report about the dog in which the S. simulans was isolated is presented.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/985
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Infecção cutânea no doente atópico canino.pdf1.85 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE