UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/968

Title: Bactérias isoladas de cateteres endovenosos em animais internados: factores de virulência
Authors: Nunes, Sara Filipa Lopes
Keywords: Colonização bacteriana
Cateter
CR-BSI
Biofilme
Bacterial colonization
Catheter
Biofilm
Issue Date: 2008
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: NUNES, S. F. L. (2008). Bactérias isoladas de cateteres endovenosos em animais internados: factores de virulência. Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: Embora os cateteres endovenosos sejam indispensáveis nos dias de hoje, ao providenciar de forma segura um fácil acesso vascular, constituem um risco acrescido para o paciente. Com efeito, os cateteres endovenosos podem ser colonizados por bactérias e provocar as chamadas infecções sanguíneas provocadas por cateteres (“CR-BSI”, Catheter Related BloodStream Infections). As CR-BSI têm sido implicadas no aumento da mortalidade e morbilidade em unidades de cuidados intensivos de pequenos animais. De entre os factores de virulência relevantes, encontram-se a capacidade de colonização e antibiorresistência das bactérias colonizadoras, ambos directamente afectados pela capacidade de formação de biofilmes por parte destas bactérias. Este importante factor de virulência, para além de permitir o estabelecimento de comunidades bacterianas sobre o cateter, promove a resistência a antibióticos e a evasão bacteriana às defesas do hospedeiro. O objectivo deste trabalho foi avaliar a presença de dois factores de virulência em bactérias isoladas a partir de cateteres endovenosos obtidos no Hospital Escolar da Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Técnica de Lisboa: a capacidade de formação de biofilmes e o perfil de susceptibilidade a agentes antimicrobianos. As bactérias isoladas nos cateteres pertenciam à microbiota normal do hospedeiro ou do ambiente e o género mais representativo neste estudo foi Staphylococcus spp. A maioria das bactérias isoladas foram resistentes a pelo menos três antibióticos e os princípios activos que demostraram menor incidência de resistências foram a amoxicilinina associada ao ácido clavulânico, a gentamicina e a cefotaxima. A maioria das bactérias isoladas (62,5%) foram capazes de, in vitro, expressar biofilmes em menos de 72 horas. Foi encontrada uma correlação positiva significativa entre a formação de biofilmes e a antibiorresistência.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/968
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Bactérias isoladas de cateteres endovenosos em animais internados.doc1.84 MBMicrosoft WordView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE