UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
GHES - Gabinete de História Económica e Social / GHES - Office of Economic and Social History >
GHES - Documentos de Trabalho / GHES - Working papers >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/888

Title: A divisão da história do pensamento económico português em períodos
Authors: Bastien, Carlos
Issue Date: 2000
Publisher: ISEG - GHES
Citation: Bastien, Carlos. 2000. "A divisão da história do pensamento económico português em períodos". Instituto Superior de Economia e Gestão – GHES Documento de Trabalho/Working Paper nº 16-2000
Series/Report no.: Documento de Trabalho/Working Paper;16
Abstract: A cena do pensamento económico português conheceu ao longo dos séculos em que Portugal existiu como sociedade politicamente individualizada uma longa evolução. À semelhança do que sucedeu com a generalidade dos casos nacionais, tal evolução foi marcada pela sucessão de épocas, mais ou menos longas, durante as quais a referida cena manteve um modo de organização e funcionamento relativamente estável.Pretende-se neste estudo identificar cada uma dessas épocas e fundamentar uma cronologia que permita estabelecer comparações internacionais e a partir daí detectar eventuais atrasos na afirmação das diversas correntes de pensamento pré-científico e científico em Portugal bem como bem como fixar eventuais traços de originalidade nas diversas configurações que a cena das ideias económicas assumiu ao longo do tempo. Adicionalmente estabelecem-se algumas comparações com anteriores propostas de divisão da história do pensamento económico poretuguês em períodos, designadamente com as formuladas por Moses Amzalak, Armando Castro e Almodôvar e Cardoso.
The scene of the economic ideas in Portugal, as a politically independent country, underwent a long evolution. Similarly with what has happened in most national experiences, successive epochs, of different span, characterized by the persistence of relatively stable organized, functional system, are apparent. This study aims at identifying each of those epochs and to present an intelligible chronology that may be instrumental to international comparisons. Meanwhile, such exercise may be useful to depict both Portuguese backwardness concerning the diffusion of pre-scientific and scientific schools, and the eventual relevant specificities of the scene of the economic ideas in Portugal. The most important previous attempts to divide Portuguese history of economic thought in periods are revisited in a comparative perspective, namely the ones from Moses Amzalak, Armando Castro and Almodovar and Cardoso.
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/888
Appears in Collections:DCS - Documentos de trabalho / Working Papers
GHES - Documentos de Trabalho / GHES - Working papers

Files in This Item:

File Description SizeFormat
WP16.pdf2.19 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE