UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/833

Title: Relevância da determinação de proteína C reactiva em cirurgia: estudo preliminar no cão
Authors: Archer, Catarina Correia Afonso
Advisor: Fonseca, Maria João Dinis da
Vilela, Cristina Lobo
Keywords: Proteína C reactiva
Cão
Cirurgia
C-reactive protein
Dog
Surgery
Issue Date: 2-Jun-2008
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Abstract: A expressão “resposta de fase aguda” refere-se a uma resposta inflamatória do organismo a qualquer alteração tissular. O objectivo desta resposta é a prevenção do desenvolvimento de mais lesões, limitar o crescimento de microorganismos, remover moléculas prejudiciais e activar determinados mecanismos para que o organismo possa retomar a homeostase. Esta resposta caracteriza-se por sinais inflamatórios sistémicos, resultantes de alterações endócrinas, hematológicas, imunológicas, metabólicas e neurológicas e por uma alteração das concentrações de algumas proteínas sintetizadas pelo fígado, denominadas proteínas de fase aguda. Na espécie canídea, entre os diferentes tipos de proteínas de fase agudas existentes, a proteína C reactiva é a que apresenta maior significado. A proteína C reactiva foi a primeira proteína de fase aguda a ser caracterizada ao verificarse a sua capacidade de se ligar ao polissacarídeo C das bactérias Gram+. Pertence à família das pentraxinas, uma vez que apresenta uma estrutura pentamérica. A sua síntese ocorre no fígado como resposta à libertação de mediadores locais de inflamação, atingindo um pico às 24-48 horas após um estímulo inflamatório. As suas principais funções são a fixação a ligandos, tais como fosfocolina, lecitina e esfingomielina, activação da via clássica do complemento, da fagocitose, contribuindo para a eliminação de detritos celulares e protecção contra infecções, protecção de vasos e acção anti-neoplásica. Existem diversos métodos para a sua detecção, sendo a imunoturbidimetria, ELISA e a imunocromatografia, os métodos disponíveis para a prática clínica. A idade, a gestação e a administração de fármacos podem levar a alterações na sua concentração. Os dois estudos clínicos efectuados confirmaram (i) a ausência de reacções cruzadas entre a proteína C reactiva canina e a sua homóloga humana e (ii) que as concentrações de proteína C reactiva aumentam após uma intervenção cirúrgica de acordo com a intensidade do trauma cirúrgico. Embora a determinação de proteína C reactiva não se tenha revelado de grande utilidade na prática clínica quando determinada 24 horas após a cirurgia, é necessário realizar estudos cinéticos a tempos mais alargados para averiguar a sua relevância. Uma vez que as concentrações de proteína C reactiva se encontram aumentadas na presença de infecção, lesão tissular, trauma, cirurgia, neoplasia ou alterações inflamatórias, a sua determinação pode ser útil na avaliação da presença, extensão e gravidade de certas alterações orgânicas, contribuindo para o diagnóstico diferencial, para a verificação da eficácia de um tratamento, e com propósitos de prognóstico, uma vez que a duração e magnitude da resposta reflecte a gravidade da doença.
ABSTRACT The expression of “acute phase response” refers to an inflammatory response of the organism to any tissue alteration. The purpose of this response is to prevent the further development of lesions, to limit the microorganism’s increase, to remove harmful molecules and to specific mechanisms that allow the organism to return to homeostasis. This response is characterized by inflammatory signs following endocrinous, hematologic, immunologic, metabolic and neurologic changes and by a modification of some liver proteins concentration, the acute phase proteins. In the dog, C-reactive protein is the most significant protein amongst the different types of existing acute phase proteins. C-reactive protein was the first acute phase protein to be characterized when testing its binding ability to C polysaccharide of Gram+ bacteria. It belongs to the pentraxin family, because of its pentameric structure. It is synthesized in the liver, triggered by local inflammatory mediators, reaching a peak at 24-48 hours after an inflammatory stimulus. Its main functions are binding to ligands, such as phosphocoline, lecithin and sphingomyelin, activation of the classic pathway of the complement and of phagocytosis, through contributing to cellular debris elimination, protection against infections, vascular protection and anti-neoplastic action. There are several methods available for its detection, being immunoturbidimetry, ELISA and immunocromatography the more frequently used. Individual differences in age, pregnancy and ongoing medication may lead to concentration changes. The two clinical studies confirmed (i) the absence of crossed reactivity between canine Creactive protein and the human homologous and (ii) that serum concentration increases after surgery according to the severity of the surgery trauma. Although it was not possible to show a clinical relevance for the C-reactive protein determination 24 hours after surgery, kinetic studies should be performed in order to better evaluate its importance. Since its concentrations increase in cases of infection, tissue damage, trauma, surgery, neoplastic growth or inflammatory disorders, the quantification of C-reactive protein may be helpful to detect and evaluate the extension and severity of certain changes, contributing to the differential diagnosis and to fundament a prognosis, as the duration and magnitude of the response reflects the illness severity.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/833
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Relevância da determinação de proteína C reactiva em cirurgia - estudo preliminar no cão.pdf3.09 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE