UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/804

Title: Pedras naturais portuguesas: o futuro prepara-se hoje
Authors: Esteves, Luís Avelino Roque
Advisor: Soares, José Miguel Aragão Celestino
Keywords: mármore
calcário
bloco
chapa serrada ou polida
mão-de-obra
tecnologia
qualidade total
produtividade
competitividade
marble
limestone
blocks
polished and sawn slab
manpower
technology
total quality
productivity
competitiveness
Issue Date: Apr-2007
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Esteves, Luís Avelino Roque. 2007. "Pedras naturais portuguesas: o futuro prepara-se hoje ". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Abstract: O sector das pedras naturais tem longa tradição técnica e comercial no nosso País. Nas últimas dezenas de anos as empresas viveram um período de negócios florescente, com forte participação no mercado internacional, concorrendo com as potências do ramo, nomeadamente a Itália e a Espanha com base numa estratégia baseada em preços mais baixos para semelhante valor da pedra ou da obra acabada. Nos últimos anos, contudo, surgiu uma ameaça muito forte, consubstanciada na forte globalização do mercado e na entrada em cena do grupo BRIC. Numa primeira fase a sua capacidade tecnológica era limitada, mas de forma muito rápida adquiriram “know-how” e atingiram um nível de qualificação técnica que lhes permitiu tornarem-se numa ameaça muito séria. Sendo certo que a concorrência através da produção em massa e do baixo preço nos está definitivamente vedada, há que procurar uma via para saír do cerco que nos é feito pelos países de tecnologia mais evoluída e preço mais remunerador e pelos países da produção em massa. Parece, assim, ser imperioso definir uma estratégia que passe pela melhoria da nossa competitividade. Tentando dar um contributo válido para a resolução do problema e deixando de parte os aspectos ligados à estratégia, ao marketing e à comercialização, já estudados em outros trabalhos, resolvemos abordar o problema do incremento da nossa capacidade competitiva, com base no aumento da produtividade industrial, através da melhoria dos métodos de trabalho e de gestão da qualidade.
The Portuguese natural stones sector has a long technical and commercial tradition. During the last decades our companies faced a period of excellent turnovers, with a strong participation in the international market, competing with the most powerful countries in the sector, namely Italy and Spain. They have been using a strategy based on lower prices for the same level of offer either in terms of stone or final works. During 90’s a severe threat darkened our horizon and was intensified by the global market trends especially because the BRIC group came into it using very strong arguments. In the first stage its technical capacity was limited but in a short term they became a very serious threat after reaching a high level of qualification. The Portuguese companies are perfectly aware that they can’t go into the market using low prices and mass production anymore. A different approach must be found in order to overcome the sandwich they are being squeezed in between the most advanced countries and this last group. It seems the only possible option is to define a new strategy based on the use of the “best practices” to improve the quality and the value of their solutions. In order to give a valid input to solve this problem and trying to avoid aspects such as strategy, marketing and trading, dully analysed by some other authors, we decided to study the possibility of increasing our competitiveness. This increase must result from the productivity growth based on better working methods and quality management.
Description: Mestrado em Gestão e Estratégia Industrial
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/804
Appears in Collections:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
2006-09-27 - TESE-APRESENTAÇÃO1.pdf808.41 kBAdobe PDFView/Open
2006-09-27 - TESE-APRESENTAÇÃO2.pdf866.73 kBAdobe PDFView/Open
2006-09-27 - TESE-APRESENTAÇÃO5.pdf901.23 kBAdobe PDFView/Open
2006-09-27 - TESE-APRESENTAÇÃO6 - FINAL.pdf1.77 MBAdobe PDFView/Open
2007-04-09 - 5 QUESTÕES FUNDAMENTAIS.pdf76.88 kBAdobe PDFView/Open
2007-04-09 - PPT REDUZIDO.pdf65.5 kBAdobe PDFView/Open
2007-04-16 - ERRATA.pdf23.79 kBAdobe PDFView/Open
2007-04-18 - QUESTÕES SOBRE PRODUTIVIDADE.pdf29.29 kBAdobe PDFView/Open
TM - ANEXO I.pdf112.21 kBAdobe PDFView/Open
TM - ANEXO II.pdf1.51 MBAdobe PDFView/Open
TM - ANEXO III.pdf50.58 kBAdobe PDFView/Open
TM - ANEXO IV.pdf636.37 kBAdobe PDFView/Open
TM - ANEXO V.pdf230.59 kBAdobe PDFView/Open
TM - ANEXO VI.pdf789.46 kBAdobe PDFView/Open
TM - ANEXO VII.pdf70.08 kBAdobe PDFView/Open
TM - BIBLIOGRAFIA.pdf74.52 kBAdobe PDFView/Open
TM - GLOSSÁRIO.pdf77.29 kBAdobe PDFView/Open
TM - Luís Esteves.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open
2006-09-27 - Maquina 1.tif2.46 MBTIFFView/Open
2006-09-27 - Máquina 2.tif4.96 MBTIFFView/Open
2006-09-27 - Máquina 3.tif5.39 MBTIFFView/Open
2006-09-27 - Máquina 4.tif5.87 MBTIFFView/Open
2006-09-27 - Máquina 5.tif7.7 MBTIFFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE