UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/775

Title: Convergência das economias ibéricas no último quartel do século xx: uma análise a partir da população residente empregada
Authors: Leal, Susana Isabel Martins Rodrigues Coelho
Advisor: Valério, Nuno
Keywords: população residente empregada
população residente empregada feminina
população residente empregada masculina
sector de actividade económica
ramo de actividade económica
employed resident population
female employed resident population
male employed resident population
economic activity sector
economic activity branch
Issue Date: 2005
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Leal, Susana Isabel Martins Rodrigues Coelho. 2005. "Convergência das economias ibéricas no último quartel do século xx: uma análise a partir da população residente empregada". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Abstract: Em 1986 Portugal e Espanha assinam o tratado de adesão à Comunidade Económica Europeia. A partir daí os dois países intensificam esforços no sentido da convergência das duas economias para os níveis comunitários. Essa convergência é feita a vários níveis: convergência real, convergência nominal e convergência estrutural. É sobre esta última que este trabalho vai incidir. A partir da análise da evolução da população residente e da população residente empregada em Portugal e nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo e Alentejo, em Espanha e nas Comunidades Autónomas de Madrid e da Extremadura, no período compreendido entre 1970 e 2001, pretende-se mostrar que alterações sofreu a distribuição da população residente empregada pelos diversos sectores e ramos da actividade económica. Os resultados da análise efectuada permitem perceber se, face aos dados observados antes da entrada na Comunidade Económica Europeia e no período posterior a essa entrada, houve ou não uma convergência estrutural destes dois indicadores que tenha permitido melhorar os níveis de bem-estar das duas economias e como tal aumentar a convergência real.
In 1986 Portugal and Spain sign the European Economic Community adhesion treaty. From then on the two countries intensify efforts in order to converge their economies to the communitary levels. That convergence happens at different levels: real convergence, nominal convergence and structural convergence. This work will fall upon the latter. Starting from the analysis of the evolution of the resident population and employed resident population in Portugal and in the areas of Lisbon and Vale do Tejo and Alentejo, in Spain and in the Autonomous Communities of Madrid and Extremadura, in the period between 1970 and 2001, it is intended to show which changes has the distribution of the employed resident population suffered among the different sectors and branches of the economic activity. The results of the performed analysis allow to understand if, consedering the data observed previously to the admission in the European Economic Community and in the period after that admission, it existed or not a structural convergence of these indicators that has allowed to improve the welfare of both economies and consequently to increase the real convergence.
Description: Mestrado em Economia e Estudos Europeus
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/775
Appears in Collections:DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
M.Ecn.Est.Europeus_SusanaI.M.R.C.Leal.pdf485.87 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE