UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/758

Title: Decisões de política monetária num espaço de economias nacionais heterogéneas
Authors: Sousa, Pedro António Basto de
Advisor: Barata, José Martins
Keywords: Política monetária
Conselhos de Política Monetária
Modelos Novo-Keynesianos
Taxas de juro desejadas
União Económica e Monetária
Banco Central Europeu
Monetary Policy
Monetary Policy Committees
New Keynesian Models
Desired Interest Rates
Economic and Monetary Union
European Central Bank
Issue Date: Dec-2007
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Sousa, Pedro António Basto de. 2007. "Decisões de política monetária num espaço de economias nacionais heterogéneas". Tese de Doutoramento. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Abstract: O objectivo desta tese consiste em determinar se a taxa de juro decidida pelo Conselho do BCE tem respondido às necessidades do agregado da união UEM ou se, em vez disso, existem indícios de enviesamento na direcção de interesses nacionais individuais. Admite-se que os membros do Conselho adoptam comportamentos distintos - enquanto os membros da Comissão Executiva manifestam preferência pela taxa de juro adequada à UEM, os governadores dos bancos centrais nacionais, embora se mantenham politicamente independentes, são sensíveis ao estado das economias dos respectivos países e manifestam preferência por taxas de juro nacionalmente desejadas. Exercícios iniciais de simulação de reuniões do Conselho revelaram a possibilidade de enviesamento nacional nas decisões. Porém, evidência empírica apresentada na tese sobre um conjunto de fontes de divergências entre as economias da UEM mostrou que as diferenças entre países consideradas nos exercícios iniciais eram insuficientes, e que era útil um modelo, que se construiu de raiz, de uma união monetária constituída por um número limitado de economias nacionais heterogéneas, no contexto dos modelos Novo-Keynesianos, a partir do qual derivámos regras de taxas de juro óptimas para a união monetária e para cada uma das economias nacionais, todas dependentes de parâmetros específicos a cada uma das economias e cujos valores estimados permitiram a determinação de trajectórias das taxas de juro óptimas na perspectiva da união e de cada um dos seus Estados-membros. Recorrendo a condições de não enviesamento regional ou nacional da política monetária, estabelecidas na tese, identificámos uma regularidade interessante nos primeiros oitenta e quatro meses de actividade do BCE: o número de governadores de bancos centrais nacionais com taxas desejadas acima ou abaixo da taxa óptima para a UEM e, por isso, preferida pelos membros da Comissão Executiva, parece ter sido determinante do sentido da alteração ou manutenção da taxa de juro decidida no Conselho.
With this work we intend to find whether ECB Governing Council (GC) decisions on interest rates have been biased in the direction of some national interests. We assume that among the ECB GC there are two different kinds of members in what respects to their behaviour in the meetings - Executive Committee members try to achieve the approval of the optimal interest rate for the whole monetary union, whereas national central bank governors prefer their countries' desired interest rates. Initial simulation exercises have shown some evidence of possible national bias in interest rates decisions. However, empirical evidence regarding various types of national heterogeneities, shown in this work, reveals that it would be necessary to consider additional sources of economic dissimilarities between European countries in those simulations. Based on that argument, we build an economic model for the monetary union and for each of their domestic integrated economies, in the context of New-Keynesian models. With the equations of that model we derived different optimal interest rate rules for EMU and for every member-country, that depend on different country-specific parameters whose estimates were used to compute optimal interest rates paths. With those computed optimal interest rates, and based on certain 'no-national bias conditions', we have found an interesting regularity within the sample of the first eighty four months of ECB' activity - it seems that the number of national central bankers with higher or lower desired rates than the EMU preferred rate can explain why decided interest rates rise, decrease or remain stable.
Description: Doutoramento em Economia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/758
Appears in Collections:DE - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis
BISEG - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TeseDoutorPedroSousaDez2007.pdf4.82 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE