UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Departamento de Ciências Sociais >
DCS - Artigos em Revistas Nacionais / Articles in Portuguese Journals >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/679

Title: O economista Araújo Correia
Authors: Bastien, Carlos
Issue Date: 1985
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Bastien, Carlos. 1985. "O economista Araújo Correia". Estudos de Economia, 5(3):291-320.
Abstract: J. D. Araújo Correia é um economista português do século XX continuador de uma tradição desenvolvimentista que em diversas épocas da história do capitalismo português tem revelado consciência do seu atraso. Embora titular de cargo de relativa importância no aparelho político do Estado Novo, estruturou nessa época uma concepção económica parcialmente contraditória com os pontos de vista dominantes. Através do persistente combate ao mito do Portugal pais pobre e essencialmente agrícola e da demonstração da existência de recursos naturais importantes, procurou definir uma estratégia de crescimento económico mais rápido que teria na planificação um instrumento privilegiado e no aproveitamento integrado das bacias hidrográficas do Tejo e Douro a recomendação mais imediata. O sentido da sua obra é a de um criador de ideologia desenvolvimentista para o capitalismo monopolista de Estado, no que não foi no entanto seguido pelas classes dominantes.
J. D. Araújo Correia is a 20th century Portuguese economist which continues the developmentist tradition that, in several historical periods of Portuguese capitalism, has revealed to understand its backwardness. Although occupying a position of certain importance in the political apparatus of the «Estado Novo» he structured at the time an economic conception which, in some ways, was contrary in relation to the dominant points of view. Waging war persistently with the myth that Portugal was essentially a poor agricultural country and demonstrating the existence of important natural resources, he tried to define a strategy for a more rapid economic growth, that would find in planification a previlege instrument as well as in the integrated use of the hydrographic beds of the rivers Tejo and Douro. The sense of his work is that of a creator of the developmentist ideology for State Monopolistic Capitalism, although he found no followers in the rulling classes.
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/679
Appears in Collections:DCS - Artigos em Revistas Nacionais / Articles in Portuguese Journals

Files in This Item:

File Description SizeFormat
EE-Carlos bastien1.pdf1.91 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE