UTL Repository >
ISA - Instituto Superior de Agronomia >
DEF - Departamento de Engenharia Florestal >
DEF - Comunicações em Actas de Conferências >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/663

Title: Melhoramento tecnológico por modificação térmica de madeiras portuguesas
Authors: Pereira, Helena
Esteves, Bruno
Domingos, Idalina
Keywords: pinus pinaster
eucalyptus globulus
tratamento térmico
perda de massa
estabilidade dimensional
humidade de equilibrio
Issue Date: May-2005
Publisher: SPCF
Citation: Congresso Florestal Nacional, 5º, Viseu, 2005
Abstract: O tratamento térmico da madeira diminui a humidade de equilibrio e melhora a estabilidade dimensional e a resistência à biodegradação, deste modo permitindo-lhe a utilização no exterior sem produtos químicos de preservação. Este tratamento poderá atribuir um maior valor acrescentado às madeiras portuguesas competindo com as madeiras tropicais de custo mais elevado. O tratamento térmico da madeira de eucalipto (Eucalyptus globulus) e de pinheiro (Pinus pinaster) foi feito em estufa com ar aquecido a 170, 180, 190 e 200 ºC e em autoclave com uma mistura de ar sobreaquecido e saturado a 190, 200 e 210 ºC. Para diferentes tempos de tratamento foram determinadas as perdas de massa e calculou-se a humidade de equilibrio e o aumento da estabilidade dimensional (ASE, Anti Shrinking Efficiency) entre amostras tratadas e não tratadas em ambientes com 35, 65 e 85% de humidade relativa, nas direcções radial e tangencial. A perda de massa foi maior em estufa para o pinheiro e em autoclave para o eucalipto. A humidade de equilíbrio da madeira tratada termicamente diminui cerca de 50% ou mais: em estufa, a humidade de equilibrio a 35% de humidade relativa diminuiu 57 e 67% para o pinheiro e eucalipto, respectivamente, e em autoclave 46 e 67%. A estabilidade dimensional da madeira após tratamento térmico melhorou, aumentando com a temperatura e tempo de tratamento, principalmente em estufa. Por exemplo, o ASE35% radial para a madeira de eucalipto foi 87% para o tratamento em estufa e 73% para o pinho. O ASE35% tangencial foi na maioria dos casos ligeiramente superior ao radial.
Description: Congresso Florestal Nacional: A floresta e as gentes - Actas das Comunicações
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/663
Appears in Collections:DEF - Comunicações em Actas de Conferências

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Congress5-H.Pereira-melhor..pdf110.92 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE