UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/4856

Title: Avaliação do efeito de dois protocolos vacinais para PCV2 em leitões
Authors: Ceia, Joana Filipa Simões
Advisor: Gouveia, Sérgio José Gaspar Mota de
São Braz, Berta Maria Fernandes Ferreira
Keywords: PCV2
doença sistémica do PCV2
vacinação
imunidade
crescimento
PCV2 systemic disease
vaccination
immunity
growth
Issue Date: 13-Oct-2012
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: CEIA, J. F. S. (2012). Avaliação do efeito de dois protocolos vacinais para PCV2 em leitões. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: As vacinas comerciais contra o circovírus porcino tipo 2 (PCV2) reduzem significativamente as perdas associadas a este vírus e melhoram os parâmetros produtivos dos efectivos suínos. A maioria dos produtores vacina os leitões ao desmame mas, sendo este um momento crítico da produção, a alteração do momento de vacinação poderá ser uma estratégia a adoptar quando os indivíduos são expostos a múltiplos agentes perturbadores da homeostasia num curto período de tempo. Este estudo teve como objectivo a avaliação do momento mais adequado à vacinação de leitões contra o PCV2, considerando parâmetros zootécnicos e imunitários. Foram avaliados as reacções adversas à vacinação, a morbilidade, a mortalidade, o ganho médio diário (GMD) e o peso dos animais. Os 453 leitões de dois desmames consecutivos foram distribuídos por dois grupos de tratamento. Efectuou-se a administração intramuscular de uma dose de 2 ml de Porcilis® PCV e de uma dose de 2 ml de M+PAC® em leitões 5 dias antes do desmame (grupo A) ou 5 dias após o desmame (grupo B). O peso corporal individual dos animais foi registado no dia 0 do ensaio e 45 dias depois. Realizaram-se colheitas de sangue em leitões de cada grupo às 12, 16 e 22 semanas de idade para detecção e quantificação de anticorpos anti-PCV2 e anticorpos baculomarcadores, de modo a aferir sobre a qualidade da imunização com a vacina de subunidades contendo a proteína da cápside de PCV2a expressa num sistema de baculovírus (Porcilis® PCV). A vacinação induziu hipertermia e diminuição da actividade e da ingestão. O grupo A exibiu morbilidade 4 vezes superior à do grupo B (P<0,0001), mas a mortalidade não diferiu entre grupos (P=0,578). O peso final e o GMD diferiram significativamente entre os dois grupos (P=0,009), tendo-se observado um melhor desempenho produtivo dos leitões do grupo A. Os resultados de Bacucheck® ELISA e de Synbiotics Serelisa® indicaram que Porcilis® PCV foi correctamente utilizada, não existindo diferenças em termos imunitários entre grupos. Sendo o crescimento na primeira semana após o desmame um factor de risco para o subsequente desempenho na recria, especulou-se que o custo metabólico e a perturbação derivados da vacinação 5 dias após o desmame nos leitões do grupo B, exerceram efeitos a mais longo prazo, o que justificou o seu pior desempenho produtivo. Deste modo, o efeito negativo da vacinação no desempenho da recria não pode ser menosprezado, devendo ser considerado aquando da concepção de estratégias vacinais.
ABSTRACT - EVALUATION OF THE EFFECT OF TWO VACCINATION PROTOCOLS FOR PCV2 IN PIGLETS - Commercial porcine circovirus type 2 (PCV2) vaccines significantly reduce losses associated to this virus and improve productive performance in swine herds. Most producers vaccinate piglets at weaning but being this one of the most critical moments of production, altering vaccination timing may be a strategy to adopt when individuals are exposed to multiple disturbing factors in a short period of time. The aim of this study was to evaluate the most adequate moment for piglet’s vaccination against PCV2 considering productive performance and immune parameters. Adverse reactions to vaccination, morbidity, mortality, average daily gain (ADG) and weight were assessed. 453 piglets of two consecutive weanings were distributed between two treatment groups. An intramuscular injection of a 2 ml dose of Porcilis® PCV and a 2 ml dose of M+PAC® was performed in piglets 5 days before weaning (group A) or 5 days after weaning (group B). Individual body weights of all animals were measured the day 0 of trial and 45 days later. Blood samples were taken from piglets of both groups at 12, 16 and 22 weeks of age for detection and quantification of anti-PCV2 antibodies and baculomarkers to evaluate vaccination quality with the subunit vaccine based on the PCV2a capsid protein expressed in baculovirus system (Porcilis® PCV). Vaccination induced hyperthermia, prostration and anorexia. Group A exhibited 4 times more morbidity than group B (P<0.0001) but mortality did not differ between groups (P=0.578). Final weight and ADG differed significantly between groups (P=0.009) with group A piglets having an increased performance. Bacucheck® ELISA and Synbiotics Serelisa® results indicated that Porcilis® PCV had been used correctly with no immune differences between groups. Being growth performance in the first week after weaning a risk factor for subsequent nursery performance, it is speculated that disturbance and metabolic cost of vaccination 5 days after weaning in group B piglets may have had greater potential for longer term effects, which explained their worst growth performance. Thus, negative effects of vaccination on nursery growth performance should not be underestimated when conceiving vaccine strategies.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4856
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Avaliaçao do efeito de dois protocolos vacinais para PCV2 em leitoes.pdf2.27 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE