UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/4622

Title: Measuring value for money in public private partnerships: a review of the public sector comparator in Australia, Canada, New Zealand and United Kingdom
Authors: Paixão, Rúben José Freitas
Advisor: Sarmento, Joaquim Miranda
Keywords: public-private partnerships
value for money
public sector comparator
discount rate
risk allocation
parcerias público-privadas
comparador do sector público
taxa de desconto
alocação do risco
Issue Date: Apr-2012
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Paixão, Rúben José Freitas. 2012. "Measuring value for money in public private partnerships: a review of the public sector comparator in Australia, Canada, New Zealand and United Kingdom". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Abstract: Public-Private Partnerships are defined by the OCDE (2008) as "an agreement between the government and one or more private partners (which may include the operators and the financers) according to which the private partners deliver the service in such a manner that the service delivery objectives of the government are aligned with the profit objectives of the private partners and where the effectiveness of the alignment depends on a sufficient transfer of risk to the private partners". Due to their characteristics and due to governments' limited ability of funding public infrastructures projects, they are becoming part of the government's portfolio as a good solution to fill the "infrastructure gap". We undertake OECD (2008) assembly of the top ten countries with the largest public-private partnerships deals in 2003 and 2004 and, we select those countries that have more formalised policy regarding the use of the public sector comparator and those that are more quoted in the literature (Australia, Canada and United Kingdom). We also select New Zealand because they already adopt the public sector comparator methodology even thought there percentage of public-private partnerships projects is not so expressive in the public investment as the other countries that we analysed. The purpose of this work is to find which methodologies are implemented, while establishing a comparison between all four countries. Several conclusions arise from our investigation. We found that all four countries adopt the public sector comparator in order to assess bids, and it is always created in the early phases of the project plan. We also observe that they all use different methodologies with the same purpose: achieving value for the taxpayers. However, there are substantial differences on the methodologies developed in each country.
Parcerias Público-Privadas são definidas pela OCDE (2008) como "um acordo entre o governo e um ou mais parceiros privados (que podem incluir os operadores e os financiadores), segundo a qual os parceiros privados entregam um serviço de tal forma que o objectivo de prestação de serviços do governo esteja alinhado com o objectivo de lucro dos parceiros privados e onde a eficácia do alinhamento depende de uma transferência suficiente de risco para os parceiros privados ". Devido às suas características e, devido à limitada capacidade dos governos de financiar projetos de infra-estruturas públicas, as parcerias público-privadas têm vindo a tornar-se uma boa solução para preencher o "gap de infra-estruturas". Analisamos o estudo da OCDE (2008) que aborda o conjunto dos dez países com os maiores negócios parcerias público-privadas em 2003 e 2004 e, selecionamos os países que têm uma política formalizada quanto à utilização do comparador do sector público, tendo em consideração aqueles que são mais citados pela literatura (Austrália, Canadá e Reino Unido). Selecionamos também a Nova Zelândia porque já adota a metodologia do comparador, ainda que a percentagem de projetos em parcerias público-privadas não seja tão expressivo no investimento público como os outros países que analisamos. O objetivo deste trabalho é encontrar metodologias que são aplicadas, ao estabelecer uma comparação entre os quatro países. Várias conclusões podem ser retiradas da nossa investigação. Concluímos que todos os países em análise utilizam o comparador para avaliar as propostas e que este é criado nas primeiras fases do desenvolvimento do projecto. Observamos também que todos os países em análise utilizam metodologias diferentes mas sempre com o mesmo objectivo: maximizar o valor para os contribuintes. Contudo, verificamos que existem diferenças substanciais entre as metodologias desenvolvidas por cada país.
Description: Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4622
Appears in Collections:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DM-RJFP-2012.pdf476.67 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE