UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/4602

Title: Trabalhadores temporários, desigualdade salarial e baixos salários
Authors: Moreira, Ricardo de Sant' Ana Godinho
Advisor: Rodrigues, Carlos Farinha
Keywords: Trabalho temporário, desigualdade salarial, baixos salários
desigualdade salarial
baixos salários
Temporary services work
wage inequality
low wages
Issue Date: Sep-2011
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Moreira, Ricardo de Sant' Ana Godinho. 2011. "Trabalhadores temporários, desigualdade salarial e baixos salários". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Abstract: Muito embora o trabalho temporário represente ainda uma modesta parte dos contratos dos trabalhadores por conta de outrem em Portugal, as reformas que promovem o aumento das formas atípicas e precárias de contratação dão indícios de que poderá aumentar nos próximos anos. Neste trabalho utilizámos os dados dos Quadros de Pessoal de 2005 e 2009 para comparar a evolução do ganho dos trabalhadores temporários, ao longo do período, e destes face aos trabalhadores não temporários, nomeadamente através das tradicionais medidas de desigualdade, de estatísticas de baixos salários e de comparação de ganho médio por características observáveis. Assim, verificámos que os trabalhadores temporários têm distribuições do ganho mais igualitárias que os trabalhadores não temporários porque estão mais concentrados nos escalões mais baixos e porque não estão presentes nos escalões mais elevados do ganho. Observámos também que, durante os 4 anos da análise, o seu ganho sofreu uma enorme deslocação para a aba esquerda da distribuição do ganho, resultando num aumento importante do número de trabalhadores temporários com baixos salários. Finalmente, face aos não temporários, estes trabalhadores apresentam sempre um ganho médio por característica observável inferior, pelo que concluímos que a precariedade laboral a que estão sujeitos afecta negativamente os seus rendimentos.
Although temporary services work still represents a modest part of the Portuguese job market, the reforms that promote atypical and precarious forms of employment clearly point for its increase in coming years. In this work we used data from the workers survey of 2005 and 2009 to compare the earnings evolution of these temporary workers over the period and in relation to the non-temporary workers. We utilized the traditional measures of inequality, low pay statistics and comparison the average earnings per observable characteristics and, thus, we found that temporary workers have less unequal distributions because they are more concentrated at lower earnings levels and because they are not present in the upper levels. We have also observed that, during the four years of analysis, their earnings suffered a massive shift to the left of the distribution, resulting in an increase in the number of workers with low wages. Finally, compared to non-temporary, these workers have smaller average earnings when controlling for observable characteristics, so we conclude that the job insecurity that they are subject to adversely affects their income.
Description: Mestrado em Economia e Políticas Públicas
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4602
Appears in Collections:DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DM-RSAGM-2011.pdf361.88 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE