UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/4553

Title: O papel das Associações de Base na recuperação comunitária em Estados Frágeis no Pós-Conflito : O caso do bairro de Quelele (Bissau) no pós guerra de 1998-1999
Authors: Martins, João Miguel Godinho
Advisor: Sangreman, Carlos
Keywords: Estado Frágil
pós-conflito
Sociedade Civil
Associações de Base
Guiné-Bissau
Fragile State
post-conflict
Civil Society
Community Based Organisations
Issue Date: Sep-2011
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Martins, João Miguel Godinho. 2011. "O papel das Associações de Base na recuperação comunitária em Estados Frágeis no Pós-Conflito : O caso do bairro de Quelele (Bissau) no pós guerra de 1998-1999". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Abstract: Em 1998/1999 a Guiné-Bissau viu-se confrontada com uma Guerra Civil. Num país que era já considerado um Estado Frágil, este acontecimento veio agravar ainda mais as condições de vida da sua população, especialmente em Bissau e na periferia, onde o teatro de guerra se desenrolou. O bairro do Quelele, objetivo do nosso estudo, esteve na linha da frente e passados 10 anos poucos foram os progressos em termos sociais e de infraestruturas. Num momento em que a Guiné-Bissau se encontra na última fase do pós-conflito, a Sociedade Civil tem um papel importantíssimo a desempenhar, e deste depende o sucesso de todo o país. A Sociedade Civil e as Associações de Base que a integram constituem o cerne da nossa investigação. Com o nosso trabalho de campo no Quelele analisamos as diferentes formas de organização dos Grupos de Jovens e dos Grupos de Mulheres e as suas principais funções dentro da comunidade, abrindo caminho para a discussão da centralidade das Associações de Base no debate desenvolvimentista. Os resultados a que chegamos são, na nossa opinião, mais um passo para o aprofundamento do estudo das Associações de Base e do papel importante que desempenham na comunidade e no processo de desenvolvimento dos Estados Frágeis no pós-conflito.
In 1998/1999, Guinea-Bissau was confronted with a Civil War. In a country already considered a Fragile State, this event worsened its population living conditions, especially in Bissau and its periphery where the theater of war was developed. The neighborhood of Quelele, where we carried out our fieldwork, was in the conflict frontline and, after 10 years, social and infrastructure improvements are minimal. Now, with Guinea-Bissau in latter stage of post-conflict, Civil Society has a very important role and the entire country is depending on it. Civil Society and, especially, Community Based Organisations are the main subject of our research. With our fieldwork in Quelele, we analyzed Youth and Women Groups' different organizational structures, and their main functions in the community, making way for the debate about the importance of Community Based Organisations in development issues. The results achieved in this paper aim to be another step forward in the understanding of Community Based Organisations and, especially, in the communities they serve and within post-conflict Fragile States development processes.
Description: Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4553
Appears in Collections:DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DM-JMGM-2011.pdf1.55 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE