UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/4500

Title: O componente gerencial das organizações em rede no âmbito local do SUS no Brasil
Authors: Berenger, Mercedes Moreira
Advisor: Ferreira, José Maria Carvalho
Keywords: saúde
gestão
relação social
rede
health
management
social relation
network
Issue Date: Jun-2007
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Berenger, Mercedes Moreira. 2007. "O componente gerencial das organizações em rede no âmbito local do SUS no Brasil". Tese de Doutoramento. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Abstract: Este trabalho aborda a participação dos gestores de topo das organizações públicas de serviços de assistência à saúde na coordenação do modelo assistencial em âmbito local do Sistema Único de Saúde brasileiro, segundo as relações sociais interorganizacionais que esses profissionais estabelecem para o exercício de suas funções. Compara a posição de três categorias de gestores de topo - de hospitais, policlínicas e unidades básicas de saúde - na rede de relacionamentos evidenciada por nossa pesquisa com as posições oficiais atribuídas a cada uma dessas categorias. Três conjuntos de medidas são empregados: o de centralidade focaliza o investimento dos gestores nas relações sociais; o de conectividade destaca os efeitos estruturais sobre o potencial de ação dos gestores; um outro considera os recursos oriundos dessas relações. Os resultados evidenciam a força efetiva, porém relativa, do modelo prescrito, assim como a importância da consideração desses profissionais na análise do desenvolvimento da política setorial em questão.
This study focuses on the participation of the public health care system organizations' top managers in the coordination of the local assistential model of the brazilian Sistema Único de Saúde (Unique Healthcare System), according to the interorganizational social relations stablished by these professionals for exercising their functions. It compares the position of three categories of top managers - from hospitals, polyclinics and basic health care units - in the network of interactions underlined by our research with the official positions given to each one of these categories. Three sets of measurements are taken in consideration: centrality, that focuses on the managers' commitments in social relations; connectivity, that detaches the structural effects on the action-potential of the managers; and another considers the resources generated in these relations. The results show an effective force, though relative, of the prescribed model, as well as the importance of these professionals' opinion in the analysis of the sectorial policies' development that is being discussed.
Description: Doutoramento em Sociologia Econômica e das Organizações
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4500
Appears in Collections:DCS - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis
BISEG - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TD-MMB-2007.pdf11.06 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE