Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3947
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorBarata, Nuno-
dc.contributor.authorCorreia, Ana Filipa Bandeirinha Abrantes-
dc.date.accessioned2012-03-08T14:31:08Z-
dc.date.available2012-03-08T14:31:08Z-
dc.date.issued2001-02-
dc.identifier.citationCorreia, Ana Filipa Bandeirinha Abrantes. 2001. "Regras de Taylor Uma aplicação à política monetária alemã". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.5/3947-
dc.descriptionMestrado em Economia Monetária e Financeirapor
dc.description.abstractNo contexto da literatura sobre política monetária, uma questão que tem sido objecto de discussão é a utilização de regras de política monetária como um instrumento dos bancos centrais para conduzirem e comunicarem a política seguida. Por regras de política monetária entende-se o compromisso da autoridade em cumprir um determinado objectivo ou em estabelecer a trajectória do instrumento da política de uma forma clara e transparente. Uma das regras muito discutida é a regra de Taylor, que relaciona o instrumento da política, a taxa de juro, com apenas duas variáveis: a inflação e o hiato do produto. Neste trabalho procura-se fazer um resumo da literatura sobre esta regra realçando as várias abordagens, nomeadamente a adequação empírica da regra à política realizada, através de estimação de funções de reacção, o estudo como regra óptima em modelos macroeconómicos simples e a análise do seu desempenho em modelos, nos quais não foi deduzida em termos óptimos. Numa segunda parte do trabalho pretende-se validar a sua utilização como forma de representar a política alemã, através da estimação da função de reacção do Bundesbank com uma abordagem de cointegração.por
dc.description.abstractIn the context of the literature about monetary policy, one question many times discussed is the utilisation of monetary policy rules as an instrument of the central banks to conduct and communicate the followed policy. By monetary policy rules one understands the commitment of the authority in delivering a determined objective or in establishing a trajectory for the instrument of monetary policy in a transparent way. One of the rules that as been object of discussion is the Taylor rule that establishes a relation between the instrument of policy, the interest rate with only two variables: the inflation and the output gap. This work presents a survey of the literature about Taylor rules taking into account several approaches, namely the empirical support through the estimation of reaction functions, the study of this rule as an optimal one in simple macro models and the analysis of the performance in models, in which it wasn't deduced in optimal terms. On the second part of the work is intend to evaluate the empirical support for the German monetary policy trough the estimation of the reaction function of Bundesbank, with a cointegration approach.-
dc.language.isoporpor
dc.publisherInstituto Superior de Economia e Gestãopor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectTaxa de juropor
dc.subjectBanco centralpor
dc.subjectRegras de política monetáriapor
dc.subjectRegra de Taylorpor
dc.subjectFunção de reacçãopor
dc.subjectCointegraçãopor
dc.subjectInterest ratepor
dc.subjectCentral bankpor
dc.subjectMonetary policy rulespor
dc.subjectTaylor rulepor
dc.subjectReaction functionpor
dc.subjectCointegrationpor
dc.titleRegras de Taylor Uma aplicação à política monetária alemãpor
dc.typemasterThesispor
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-AFBAC-2001.pdf3,88 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.