UTL Repository >
FMH - Faculdade de Motricidade Humana >
EER - Educação Especial e Reabilitação >
EER - Teses de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3788

Title: Resiliência e adolescência : estudo da relação entre factores de resiliência e a qualidade de vida em adolescentes com deficiência motora
Authors: Sereno, Ana Cláudia Nunes
Advisor: Simões, Maria Celeste Rocha
Keywords: Adolescência
Contextos sociais
Deficiência
Qualidade de vida
Issue Date: 2011
Abstract: Este estudo procurou analisar um conjunto de factores associados à resiliência em adolescentes com deficiência motora em diferentes contextos sociais (familiar, escolar, comunidade e grupo de pares) e a sua relação com o bem-estar e qualidade de vida. Para se efectuar este estudo, realizou-se um estudo quantitativo e um qualitativo. O estudo quantitativo foi constituído por uma amostra de 22 adolescentes com deficiência motora. Os instrumentos utilizados para a recolha de dados foram duas escalas de resiliência - Healthy Kids Resiliency Assessment Module e Resiliency Scales for Adolescents, uma escala de avaliação de qualidade de vida – Instrumento Kidscreen – 52, e uma Checklist de Acontecimentos de Vida. Os resultados obtidos mostraram uma associação entre os diversos recursos internos e externos e a qualidade de vida. O estudo qualitativo utilizou uma entrevista semi-estruturada, com o objectivo de aprofundar as percepções dos adolescentes quanto aos efeitos dos factores de risco e de protecção na sua qualidade de vida. A amostra deste estudo foi constituída por 12 jovens. As respostas dos adolescentes convergiram com os resultados do estudo quantitativo, isto é, os factores associados à resiliência contribuem para o bem-estar e qualidade de vida. Os resultados obtidos nos dois estudos realizados apontam para a necessidade de sensibilização/formação dos principais agentes que participam na vida destes adolescentes no sentido de proporcionarem um sentimento de bem-estar e qualidade de vida.
This study sought to analyze a number of factors associated to resilience in adolescents with physical disabilities in different social contexts (family, school, and community and peer group) and their relationship with the well-being and quality of life. To perform this study, we carried out a qualitative and quantitative study. The quantitative study consisted of a sample of 22 adolescents with physical disabilities. The measurement instruments used for data collection were two scales of Resiliency - Healthy Kids Resiliency Assessment Module and Resiliency Scales for Adolescents, an evaluation scale of quality life - Instrument Kidscreen - 52, and a Life Events Checklist. The results showed an association between various internal and external resources and quality of life. For the qualitative study we used a semi-structured interview, to better know the adolescents' perceptions about the effects of risk factors and protection in their quality of life. The study sample consisted of 12 adolescents. Responses of adolescents converged with the results of the quantitative study, namely the association between resilience factors and well-being and quality of life. The results of these both studies point to the importance of awareness and training of key staff involved in these adolescents lives in order to promote their well – being and quality of life.
Description: Mestrado em Educação Especial
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3788
Appears in Collections:EER - Teses de Mestrado
BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TeseASereno.pdf1.27 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE