UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3696

Title: Estudo da resistência às cefalosporinas de terceira geração de isolados de Escherichia coli de origem canina
Authors: Salazar, Ana Sofia Leal Marques Oliveira
Advisor: Pomba, Maria Constança Matias Ferreira
Oliveira, Hugo Miguel Sampainho
Keywords: Cefalosporinas de terceira geração
Resistência
ESBL
Cães saudáveis
Third-generation cephalosporins
Resistance
Healthy dogs
Issue Date: 20-Nov-2011
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: SALAZAR, A. S. L. M. O. (2011). Estudo da resistência às cefalosporinas de terceira geração de isolados de Escherichia coli de origem canina. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: A resistência a antibióticos em Escherichia coli é um problema crescente a nível global, em humanos e animais. Antibióticos criticamente importantes (CI) são aqueles que vão de encontro aos critérios da OMS 1 (única ou uma das poucas terapêuticas disponíveis para tratar infecções graves em humanos) e 2 (antibacterianos utilizados para tratar doenças provocadas por microrganismos que podem ser transmissíveis por fontes não-humanas ou doenças causadas por organismos que podem adquirir genes de resistência de fontes não-humanas). O objectivo deste estudo foi de avaliar taxa de colonização com E. coli resistente a antibióticos em cães saudáveis, particularmente às cefalosporinas de terceira geração. Foram isoladas 135 E. coli de canídeos (n=151) no período de Novembro de 2010 a Janeiro de 2011, no Hospital Veterinário da Tapada. Os cães incluídos no estudo eram saudáveis e não tinham história de consumo de antibióticos no mês anterior à colheita da amostra. As zaragatoas foram inoculadas em água peptonada e incubadas 18horas, sendo depois semeadas em agar MacConkey com um disco de cefotaxima 30μg. Foram seleccionadas colónias típicas de E. coli, preferencialmente as que cresciam junto ao disco, e identificadas pelo método de PCR gadA/B, específico para E. coli. Os testes de susceptibilidade e a sua interpretação foram realizados de acordo com os critérios CLSI. Existiam 51% isolados totalmente susceptíveis, e 49% tinham pelo menos uma resistência adquirida. A prevalência de resistência da E. coli à amoxicilina (Aml) foi de 43%, ao trimetoprim/sulfametoxazol (Sxt) 30%, à cefoxitina (Fox) 25%, à amoxicilina/ácido clavulânico (Amc) 24%, à cefotaxima (Ctx) 18%, à enrofloxacina (Enr) 16% e à gentamicina (Cn) 4%. Multirresistência, definida como resistência a três ou mais classes de antibióticos, estava presente em 23 isolados (17%). Dentro dos isolados multirresistentes, existia resistência a classes de antibióticos criticamente importantes: 17 isolados eram resistentes à cefotaxima e 21 à enrofloxacina. Os perfis mais frequentes de multirresistência eram Amc-Aml-Ctx-Enr-Fox-Sxt (n=9) e Aml-Ctx-Enr-Sxt (n=3). Entre as estirpes de E. coli, 3,7% (n=5) eram produtoras de ESBL (“Extended Spectrum Betalactamases”), possuindo o gene blaCTX-M. Neste estudo foi demonstrado que existe uma frequência elevada de resistência em estirpes de E. coli isoladas de cães saudáveis. Estes resultados mostram que estirpes de E. coli multirresistentes e produtoras de ESBL estão a aumentar e podem comprometer a eficácia terapêutica. Além disso, a resistência às classes de antibióticos criticamente importantes é relevante. É da máxima importância preservar a utilidade destes agentes antibacterianos, já que a resistência teria um impacto relevante na saúde humana devido ao contacto próximo entre animais de companhia e os seus donos. Palavras-chave: Cefalosporinas de terceira geração, resistência, ESBL, cães saudáveis.
ABSTRACT – STUDY OF THIRD GENERATION CEPHALOSPORIN’S RESISTANCE IN ESCHERICHIA COLI ISOLATES OF CANINE ORIGIN - Antimicrobial resistance among Escherichia coli is an increasing global problem in humans and animals. Critically important (CI) antimicrobials are those that met WHO criteria 1 (Sole therapy or one of few alternatives to treat serious human disease) and 2 (Antibacterial used to treat diseases caused by organisms that may be transmitted via non-human sources or diseases causes by organisms that may acquire resistance genes from non-human sources). The aim of this study was to determine the rate of colonization with antimicrobial resistant E. coli particularly to 3rd generation cephalosporins (3GC) among healthy dogs. One-hundred and thirty-five E. coli were isolated from dogs (n=151), between November 2010 and January 2011, at Hospital Veterinário da Tapada. The dogs included in the study were healthy with no history of antimicrobial consumption in the month before they were sampled. Swabs were inoculated in peptone water and incubated 18h and then sub-cultured onto MacConkey agar with a 30μg cefotaxime disk. Colonies typical of E. coli were selected preferentially from around the disk and identified by specific gadA/B E. coli gene PCR. Susceptibility testing and interpretation was performed using disc diffusion method according to CLSI guidelines. Full susceptible isolates were 51% and 49% had at least one acquired resistance. The resistance rate of E. coli for amoxicillin (Aml) was 43%, 30% trimethoprim/sulfamethoxazole (Sxt), 25% cefoxitin (Fox), 24%, amoxicillin/clavulanate (Amc), 18% cefotaxime (Ctx), 16% enrofloxacin (Enr), and 4% gentamicin (Cn). Multidrug-resistance (MDR) defined by resistance to 3 or more antimicrobial classes was present in 23 isolates (17%). Within MDR isolates, resistance to CI antimicrobial classes was present in 17 isolates to 3GC and 21 to enrofloxacin. The most frequent multiresistance profiles were AmlR-AmcR-EnrR-SxtRCtxR- FoxR (n=9) and Aml-Ctx-Enr-Sxt (n=3). Among E. coli strains, 3,7% (n=5) were extended-spectrum-β-lactamases (ESBL) producers, harbouring the blaCTX-M gene. In this study we showed a high frequency of resistance in veterinary E. coli strains from healthy dogs. Our results demonstrated that multidrug-resistant E. coli and ESBL producing strains are increasing and may compromise effective therapeutic options. Furthermore, resistance to CI antimicrobial classes is relevant. It is of prime importance that the utility of such antibacterial agents should be preserved, as resistance would have an important impact on human health due to the close and direct contact between pets and owners.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3696
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Estudo da resistencia as cefalosporinas de terceira geraçao de isolados de Escherichia coli de origem canina.pdf1.5 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE