UTL Repository >
FMH - Faculdade de Motricidade Humana >
Ergonomia - Secção Autónoma >
ERG - Teses de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3665

Title: Associação dos factores ocupacionais com a prevalência de lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho numa fábrica de indústria automóvel
Authors: Figueira, Bárbara Mendes Laranjo
Advisor: Carnide, Maria Filomena Araújo da costa Cruz
Keywords: Absentismo
Força
Lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho (LMERT)
NULI - 20
OCRA checklist
Prevalência de dor no membro superior
Postura
Repetitividade
Restrições médicas
Riscos adicionais
Issue Date: 2011
Abstract: Introdução: As lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho (LMERT) incluem um vasto número de patologias que têm vindo a ser associadas a determinadas condições de trabalho. O desenvolvimento e impacto económico destas lesões, levaram muitos países a adoptarem medidas de intervenção no local de trabalho com o intuito de as eliminar ou reduzir. Objectivo: Avaliar a exposição da natureza biomecânica e organizacional e sua associação com a ocorrência de LMERT de diversos postos de trabalho numa empresa de indústria automóvel. Métodos: Para a análise da exposição foi utilizado o OCRA checklist. A avaliação da variável resposta - qualidade de vida foi realizada com recurso ao questionário NULI-20, incluindo algumas questões do Questionário Nórdico. Resultados: Foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre a repetitividade, força, postura e riscos adicionais e a prevalência de dor no membro superior, as restrições médicas, o absentismo e a redução da actividade. Do mesmo modo, identificaram-se diferenças estatisticamente significativas entre o score médio do NULI-20 e as variáveis força, postura e score total do OCRA. Conclusões: A natureza da actividade de trabalho estudada parece ter um papel determinante no desenvolvimento de dor e, consequentemente, nas(o) restrições médicas, absentismo e restrições da actividade de trabalho diária.
Background: Work-related musculoskeletal disorders (WRMSDs) include a wide range of diseases that have been associated to different work conditions. The development and economic impact of these disorders have led many countries to implement intervention programs in the workplace, aiming its prevention. Objectives: To evaluate biomechanical and organizational exposure and its association with the occurrence of WRMSDs of different jobs in an automobile industry. Methods: For biomechanical exposure assessment it was used the OCRA checklist. The outcome was evaluated by the questionnaire NULI-20, including some questions of the Nordic Questionnaire. Results: It was found statistically significant differences among repetitiveness, force, posture and additional risks and prevalence of pain in the upper limbs, the medical restrictions, absenteeism and activity impairments. There was also found statistically significant differences among the mean score NULI-20 and the force, posture factors and total score risk OCRA. Conclusions: The nature of work activity seems to be determinant to the development of pain, medical restrictions, absenteeism and work impairments.
Description: Mestrado em Ergonomia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3665
Appears in Collections:ERG - Teses de Mestrado
BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
RelatorioEstagio.pdf710.24 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE