UTL Repository >
FA - Faculdade de Arquitectura >
DPAUD - Departamento de Projecto de Arquitectura, Urbanismo e Design >
DPAUD - Tese de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3654

Title: Qualificação e reabilitação de áreas urbanas críticas. Os musseques de Luanda
Authors: Bettencourt, Andrea Carina de Almeida
Advisor: Raposo, Isabel Ortins de Simões
Keywords: Musseque
Luanda
Áreas urbanas informais
Reabilitação urbana
Habitação social
Slum
Urban informal areas
Urban rehabilitation
Social housing development
Issue Date: Jul-2011
Publisher: Faculdade de Arquitectura de Lisboa
Citation: BETTENCOURT, Andrea Carina de Almeida - Qualificação e reabilitação de áreas urbanas críticas. Os musseques de Luanda. Lisboa : FA, 2011. Tese de Mestrado
Abstract: Os musseques de Luanda, assentamentos de carácter informal localizados maioritariamente nas áreas peri-urbanas da cidade, são a representação física da segregação social no espaço urbano desta cidade capital de Angola, localizada na parte ocidental da África austral. A segregação racial e de classes no período colonial, os processos de imigração e o êxodo rural, as consequências na economia das longas décadas de guerra colonial e civil, a própria orientação da economia nacional são aspectos que estão na base para o entendimento da situação urbana actual de Luanda. As falhas nas soluções e na implementação dos planos urbanísticos que foram sendo desenvolvidos, a própria legislação existente e as políticas de ordenamento do território ou a sua inexistência têm vindo a contribuir, de certo modo, para facilitar a expansão e densificação de forma acelerada e desordenada dessas áreas. Luanda tem hoje cerca de 6 milhões de habitantes, dos quais cerca de 4 milhões vivem em áreas informais, carentes de infra-estruturas e de condições mínimas de habitabilidade. A problemática habitacional e os elevados níveis de pobreza que se vivem nas extensas áreas de musseque em Luanda e no restante território nacional, levaram as Nações Unidas a considerar Angola como um dos alvos no cumprimento das metas do milénio de luta contra a pobreza. O caso dos musseques de Luanda é comparável por exemplo, às favelas do Brasil, aos chamados “caniços” de Moçambique ou aos slums da África do Sul e da Índia. Mesmo em alguns países mais desenvolvidos, como Portugal e outros países da Europa, é possível encontrarem-se casos pontuais de áreas urbanas informais ou de génese ilegal. Estes obrigam a intervenções que podem servir de referência na procura de soluções a implementar em países em desenvolvimento. Para se formularem princípios de intervenção para o melhoramento de áreas urbanas informais é importante ter-se em consideração quer paradigmas teóricos quer referências de outras experiências de casos semelhantes. A aplicação destes princípios no caso particular de Luanda, para ser bem sucedida deve ter em consideração os traços específicos desta realidade e a forte influência de hábitos nãoocidentalizados e de cultura rural no modo de vida da população.
ABSTRACT - The slums in Luanda, known as “musseque”, the informal settlements mostly located outskirts of the city, are a physical representation of the social segregation in urban areas of the capital city of Angola, which is located on the western side of the southern Africa. The racial and social segregation on the colonial period, the rural exodus, the economic consequences of the long decades of colonial and civil war, are the basic aspects to understand the actual urban situation in Luanda. The flaws in urban planning that have been developed, the existing legislation and the policy planning, or the inexistence of them, have been, in some way, contributing to accelerate the expansion and densification of the non-planning and disordered areas. Today, Luanda as about 6 million inhabitants, of whom 4 million are slum dwellers living in informal settlements, without infrastructures or minimum living conditions. The housing issue and the high rates of poverty that people dwell with in large areas of slums in Luanda and all over the country, led the United Nations to consider Angola as one of the targets in the fight against the poverty to meet the millennium goals. The slums in Luanda are comparable to the slums of Brazil, Mozambique, South Africa or the slums of India. There are also some developed countries, such as Portugal or other European countries, where is possible to find some cases with informal or illegal origin settlements needing a urban solution, that can be a reference model to find other solutions to the poor countries. To define principles to improve the informal urban areas, it is important to take into account theoretical paradigms and the experience of similar cases. The application of those principles in the specific case of Luanda’s slums, in order to succeed, it should considerate specific features of that reality and the strong influence of rural culture and non-occidentalized habits on the lifestyle of that population.
Description: Tese de Mestrado em Arquitectura
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3654
Appears in Collections:BFA - Teses de Mestrado
DPAUD - Tese de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação.Andrea.Bettencourt.FINAL.pdf9.48 MBAdobe PDFView/Open
Anexos.Cova.da.Moura.pdf6.91 MBAdobe PDFView/Open
Anexos.Angola.pdf17.15 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE