UTL Repository >
FA - Faculdade de Arquitectura >
DPAUD - Departamento de Projecto de Arquitectura, Urbanismo e Design >
DPAUD - Tese de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3653

Title: Cultura arquitectónica em Lisboa. Um olhar a partir da ESBAL/FAUTL no período de 1975 a 1990
Authors: Silva, Leonor Cabral Matos
Advisor: Duarte, Rui Barreiros
Keywords: Ensino da Arquitectura
ESBAL
FAUTL
Pós-modernidade
Architectural education
Post-modernity
Issue Date: May-2011
Publisher: Faculdade de Arquitectura de Lisboa
Citation: SILVA, Leonor Cabral Matos - Cultura arquitectónica em Lisboa. Um olhar a partir da ESBAL/FAUTL no período de 1975 a 1990. Lisboa : FA, 2011. Tese de Mestrado
Abstract: A presente dissertação observa a cultura arquitectónica lisboeta analisando a sua vertente escolar num período que se inicia com a reabertura pós-revolucionária, em 1975, da única escola de arquitectura da capital e que se estende para lá da perda da sua exclusividade, em 1986, alargando-se ao final da década. O objecto de análise é, portanto, o Departamento de Arquitectura da Escola Superior de Belas Artes de Lisboa (DAESBAL) - mais tarde Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa (FA-UTL) - e a sua expressão enquanto actor e espectador de uma cultura arquitectónica envolvente que se crê, neste período, configurar uma redoma de excepção. A um outro nível, este trabalho propõe desviar o olhar da Escola do Porto – já amplamente estudada – focando o sobre a geocultura que se lhe contrapõe naturalmente e verificando em que aspectos é que as duas se harmonizam ou contradizem. A investigação demonstra que se, na Lisboa da década de 80, é de facto observável uma súbita sublimação de um pósmodernismo do tipo populista, este se insere numa ampla condição de pós-modernidade a qual implica, na sua teia de relações, uma Escola que se vê, também subitamente, em busca de identidade própria, destroçada que fora pela crise revolucionária.
ABSTRACT - This dissertation looks at Lisbon´s architectural culture analyzing its educational component in a period that begins with the post-revolutionary reopening, in 1975, of the only school of architecture in the capital city and extends beyond its loss of exclusivity,in 1986, reaching the end of the decade. The object of analysis is, therefore, the Department of Architectures, School of Fine Arts of Lisbon (DA-ESBAL) – later the Faculty of Architecture, Technical University of Lisbon (FAUTL) – and its expression as an actor and spectator of a surrounding architectural culture which is believed, at this time, to have sheltered an exception. At another level, this paper proposes to look away from the School of Oporto – already widely studied – focusing it on its opposite geoculture and verifying in what ways the two are in harmony or conflict. Research shows that if the 80´s, in Lisbon, are indeed related to a sudden sublimation of a populist kind of postmodernism, this is part of a broad condition of post modernity which implies, in its web of relationships, a School that finds itself suddenly also in search of an identity, shattered as it was by the revolutionary crisis.
Description: Tese de Mestrado em Arquitectura
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3653
Appears in Collections:BFA - Teses de Mestrado
DPAUD - Tese de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Diss MIArq FAUTL-L. Matos Silva_Vol I.pdf7.73 MBAdobe PDFView/Open
Diss MIArq FAUTL-L. Matos Silva_Vol II (Anexos).pdf31.96 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE