UTL Repository >
FMH - Faculdade de Motricidade Humana >
BFMH - Biblioteca da Faculdade de Motricidade Humana - Noronha Feio >
BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3642

Title: A alimentação dos bailarinos : avaliação nutricional de profissionais de companhias de dança portuguesas
Authors: Jesus, Nádia de Morais
Advisor: Oliveira, Ana Maria Macara de
Keywords: Avaliação nutricional
Dança
Índice de massa corporal
Necessidades energéticas
Questionário de frequência alimentar
Issue Date: 2011
Abstract: Introdução: A dança é uma actividade de elevado esforço físico e para o bailarino ser um atleta completo é necessário que as necessidades energéticas sejam adequadas. Uma alimentação deficitária poderá levar o profissional a correr riscos de saúde como lesões, distúrbios alimentares e consequentemente amenorreia e osteoporose. Métodos: Foram avaliados 32 bailarinos profissionais, 18 do género feminino e 14 do género masculino. Esta amostra foi comparada com profissionais não bailarinos para verificar se existiam diferenças significativas na ingestão alimentar. O instrumento utilizado foi o Questionário de Frequência Alimentar. Resultados: O Índice de Massa Corporal foi 18,9Kg/m2 para bailarinas e 21,9%Kg/m2 para bailarinos. A ingestão nutricional foi 2391Kcal/dia e 3118Kcal/dia, o consumo de proteínas foi 19,2% e 20,1%, do valor calórico total; 50,6% e 45,9% do VCT de glícidos; 30,2% e 34,0% do VCT de lípidos, para bailarinas e bailarinos respectivamente. Não existiram diferenças significativas entre as duas amostras (bailarinos e não bailarinos) no consumo nutricional, à excepção das proteínas no género feminino e do colesterol no género masculino. Conclusão: O consumo energético dos bailarinos não está adequado às suas necessidades (<90%). Ficou demonstrado que não existem cuidados alimentares na escolha dos alimentos, nomeadamente na ingestão glicídica e de álcool.
Introduction: Dance is an activity of major physical effort, a dancer to become a complete athlete needs an adequate requirement of energy. Major health risks like injuries, eating disorders, amenorrhea and osteoporoses may occur in professional dancer if they have an inadequate nutritional intake. Methods: 32 professional dancers were evaluated, which 18 were female and 14 were male. This sample was compared with non-professional dancers to check for significant differences for nutritional intake. The instrument used was the Food Frequency Questionnaire. Results: The body mass index was calculated (BMI), for female dancers (18,9Kg/m2) and male dancers (21,9Kg/m2). The nutritional intake was 2391Kcal/day and 3118Kcal/day; the intake of proteins was 19,2% e de 20,1%, total estimated energy (TEE); 50,6% and 45,9% of the TEE for carbohydrates; 30,2% and 34,0% of the TEE for fat, this results represents female dancers and male dancers, respectively. There weren’t found significant differences between the two samples in the intake, except for the proteins in the female sample and cholesterol for the male samples. Conclusion: The energy intake of dancers isn’t adequate to their needs (<90%). It seems that they don’t have a concern about the food choices, special with the carbohydrates and the alcohol.
Description: Mestrado em Performance Artística - Dança
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3642
Appears in Collections:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese definitiva - Nádia Jesus.pdf1.9 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE