UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3579

Title: Analgesia pós-cirúrgica em correcções de deslocamento de abomaso à esquerda
Authors: Godinho, Ricardo Freire
Advisor: Gomes, Elsa Bastos Carriço Monteiro Grillo
Stilwell, George Thomas
Keywords: Analgesia pós-cirúrgica
Dor
Deslocamento de abomaso à esquerda
Carprofeno
Flunixina Meglumina
Post-surgical analgesia
Pain
Left-side displacement of the abomasum
Carprofen
Flunixin meglumine
Issue Date: 7-Nov-2011
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: GODINHO, R. F. (2011). Analgesia pós-cirúrgica em correcções de deslocamento de abomaso à esquerda. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: A identificação da dor animal é um aspecto com cada vez maior importância na produção animal, assim como o é minimizar os processos dolorosos ao longo de todos os procedimentos de produção. Quando não for possível eliminar esses estímulos dolorosos, deve ser dada prioridade à devida analgesia. Um desses procedimentos dolorosos é a cirurgia, neste caso, a cirurgia correctiva de deslocamento de abomaso à esquerda. Como não é possível eliminar os estímulos dolorosos resultantes da cirurgia, o que nos resta é proceder à devida analgesia pós-cirúrgica. O objectivo deste trabalho foi perceber se a administração de carprofeno possui maior duração de analgesia do que a flunixina meglumina no maneio de dor pós-cirúrgico na correcção de Deslocamento de Abomaso à Esquerda (DAE). O carprofeno, tal como a flunixina meglumina, é um anti-inflamatório não esteróide, mas é menos utilizado na analgesia pós-cirúrgica devido ao seu custo, apesar de possuir um tempo de semi-vida superior ao da flunixina meglumina. O estudo foi realizado em 26 vacas de raça Holstein Frísia submetidas a correcção cirúrgica de DAE, que foram divididas em dois grupos: Grupo F (14 animais submetidos à administração de flunixina meglumina) e o Grupo C (12 animais submetidos à administração de carprofeno). A analgesia pós-cirúrgica foi avaliada utilizando parâmetros produtivos (produção leiteira nos 8 dias após a cirurgia) e utilizando parâmetros fisiológicos (corpos cetónicos por mensuração de β-hidroxibutiratos sanguíneos no dia 1, 2 e 4). Concluiu-se que não existem diferenças os entre fármacos na analgesia pós-cirúrgica na correcção de DAE, e que para obter resultados mais fidedignos mais estudo serão necessários no futuro.
ABSTRACT - Post-surgical analgesia adjustments left-side displacement of the abomasum - The identification of animal pain is an aspect with growing importance in animal production, as well as minimize the painful processes across all production procedures. When it´s not possible the elimination of the painful stimuli, the analgesia must be prioritized. One of this painful procedures is surgery, in this case, the corrective surgery of the left displaced abomasums (LDA). It is appropriate to perform postoperative analgesia since the elimination of painful stimuli resulting from surgery cannot be done. The objective of this work was to understand if the administration of carprofen has a longer duration of analgesia than the administration of flunixin meglumine in the management of postoperative pain in surgical correction of LDA. Carprofen, as flunixin meglumine, is an anti-inflammatory non esteriod, but it’s less is used, for postoperative analgesia, because of its cost, despite having a half-life greater than flunixin meglumine. The study was conducted on 26 Holstein Friesian cows undergoing surgical correction of LDA, which were divided into two groups: Group F (submitted to the administration of flunixin meglumine) and Group C (submitted to the administration of carprofen). The postoperative analgesia was assessed using production parameters (milk production in the 8 days after surgery) and using physiological parameters (ketone bodies, β-hydroxybutyrate blood on day 1, 2 and 4). It was concluded that there are not any differences between drugs in postoperative analgesia after the correction of the LDA, and that to obtain more reliable results more studies would be needed in the future.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3579
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Analgesia Pos-cirurgica em Correcçoes de Deslocamento de Abomaso a Esquerda.pdf1.28 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE