UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3548

Title: A leishmaniose canina e os condicionalismos determinados pelas respectivas alterações renais
Authors: Barbosa, Sofia Diniz de Nazaré
Advisor: Tojo, André Miguel Mendes
Luís, José Paulo Pacheco Sales
Keywords: Leishmaniose
Leishmania infantum
Phlebotomus
Insuficiência Renal Crónica
Canídeo
Leishmaniasis
Phlebotomus
Chronic Kidney Disease
Dog
Issue Date: 10-Aug-2011
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: BARBOSA, S. D. N. (2011). A leishmaniose canina e os condicionalismos determinados pelas respectivas alterações renais. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: A Leishmaniose é uma doença zoonótica causada pelo protozoário da espécie Leishmania infantum, que existe predominantemente na Bacia do Mediterrâneo. O ciclo de vida deste parasita requer a existência de um vector, um insecto do género Phlebotomus, que é responsável pela transmissão das formas infectantes, os promastigotas metacíclicos, aos hospedeiros vertebrados, nomeadamente os canídeos. Em Portugal, apenas as espécies P. ariasi e P. perniciosus são vectores comprovados de L. infantum. As características clínicas da Leishmaniose canina variam amplamente como consequência dos numerosos mecanismos patogénicos do protozoário, da diversidade de respostas imunológicas desenvolvidas nos hospedeiros e dos diferentes órgãos afectados. A doença renal pode ser a única manifestação clínica nos animais infectados, podendo progredir de proteinúria assintomática até síndrome nefrótico ou Insuficiência Renal Crónica, que é responsável pela degradação do estado geral e a principal causa de morte nos cães com Leishmaniose. A aplicação do tratamento adequado requer, previamente, um diagnóstico precoce da doença e a avaliação do estado sanitário e imunitário do animal, através do exame clínico e de exames complementares, que devem ser repetidos a cada 6 meses. A presença de Insuficiência Renal Crónica impõe algumas limitações no tratamento da Leishmaniose canina, sendo fundamental seleccionar cautelosamente os fármacos e respectivas doses a administrar a cada paciente. Neste estudo retrospectivo foram observados 19 canídeos com Leishmaniose, sendo a sua sintomatologia muito variável, da qual se destaca a linfadenopatia, o emagrecimento e as lesões dermatológicas. As alterações laboratoriais mais frequentes foram a anemia não-regenerativa, a trombocitopénia, a hiperproteinémia com hiperglobulinémia e a proteinúria. O diagnóstico etiológico foi realizado com base nas técnicas de imunocromatografia rápida e de imunofluorescência indirecta. Foi também diagnosticada Insuficiência Renal Crónica em 4 canídeos da amostra. Diferentes fármacos foram utilizados no tratamento etiológico e sintomático, porém foi mais frequente a administração de alopurinol em monoterapia ou em associação com o antimoniato de glucamina.
ABSTRACT - CANINE LEISHMANIASIS AND CONSTRAINTS DETERMINED BY THEIR RENAL CHANGES - Leishmaniasis is a zoonotic disease caused by the protozoan Leishmania infantum, which is the most common species of Leishmania in the Mediterranean basin. The life cycle of this parasite requires the existence of a vector, the insect of the genus Phlebotomus, which is responsible for the transmission of infectious form, the metacyclic promastigotes, to the vertebrate host, namely the dog. In Portugal, only the species P. ariasi and P. perniciosus are proven vectors of L. infantum. The clinical features of canine Leishmaniasis are highly variable as a consequence of the numerous pathogenic mechanisms, the diversity of immune responses of individual hosts and the different organs affected. Renal disease may be the only clinical manifestation in infected dogs and may progress from asymptomatic proteinuria to nephrotic syndrome or to Chronic Kidney Disease, which is responsible for the deterioration of general condition and leading cause of death in dogs with Leishmaniasis. The application of suitable treatment requires, previously, an early diagnosis and assessment of dog’s health and immunity status, by clinical examination and several routine diagnostic tests, which must be repeated every six months. The presence of Chronic Kidney Disease imposes some limitations in the treatment of canine Leishmaniasis and is necessary to select carefully the drugs and doses to be administered in each patient. In this retrospective study, 19 dogs with Leishmaniasis were observed and many clinical signs were found, mainly lymphadenopathy, weight loss and dermatologic lesions. The most frequent laboratory abnormalities were non-regenerative anemia, thrombocytopenia, hyperproteinemia with hyperglobulinemia and proteinuria. The definitive diagnosis was made by a rapid immunomigration test and indirect fluorescent antibody technique. Chronic Kidney Disease was also diagnosed in 4 dogs of sample. Different drugs were used in the etiological and symptomatic treatment, but the administration of alopurinol alone or in combination with glucamine antimoniate were the most frequent.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3548
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
A Leishmaniose canina e os condicionalismos determinados pelas respectivas alteraçoes renais.pdf1.86 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE