UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3507

Title: O contributo da saúde animal no acesso aos mercados, na segurança alimentar global e na luta contra a fome
Authors: Reis, António Maria Malta do Carmo
Advisor: Batalha, Ana Isabel Portela de Vasconcelos
Almeida, Virgílio da Silva
Keywords: Doenças Infecciosas Emergentes
Medidas sanitárias
Qualidade dos serviços veterinários
Segurança Alimentar
Comércio internacional
Emerging Infectious Diseases
Sanitary measures
Quality of Veterinary Services
Food security
Food safety
International trade
Issue Date: 28-Jul-2011
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: REIS, A. M. M. C. (2011). O contributo da saúde animal no acesso aos mercados, na segurança alimentar global e na luta contra a fome. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: No Século XXI continuam presentes doenças como o HIV/Sida, a Malária, a vCJD, a Raiva ou o Síndrome Respiratório Agudo Grave. Estas doenças têm em comum, o facto de serem consideradas Doenças Infecciosas Emergentes (DIE). A maioria das DIE são zoonoses (60,3%) sendo que 71,8% têm origem na fauna selvagem. O conceito “Uma Saúde” ganhou uma relevância enorme na compreensão dos factores que estão na origem da emergência e da reemergência sem precedentes das DIE. Nestes factores incluem-se a globalização das viagens e do comércio internacional, as alterações climáticas, o insucesso das medidas de Saúde Pública e o bioterrorismo. Nas últimas décadas, a maioria das DIE ocorreram nos países em desenvolvimento e tiveram impactos graves principalmente nas populações pobres que dependem do gado (70%). Paradoxalmente, nos países em desenvolvimento, o volume de carne e leite produzido ultrapassou há muito a produção realizada nos países desenvolvidos e prevê-se que devido ao crescimento da população mundial e às alterações nos hábitos e preferências alimentares, a procura global de carne e leite aumente cerca de 55%. A maior quota ocorrerá nos países em desenvolvimento, nos quais se prevê que a procura aumente cerca de 95% na carne e de 80% no leite, sendo estes os países com piores índices de Segurança Alimentar e os mais afectados pela fome e pela pobreza. Neste contexto as ocorrências de DIE e a necessidade de aumentar o aporte de proteína de origem animal, demonstram a urgência de reforçar e melhorar a qualidade dos Serviços Veterinários, principalmente nos países em desenvolvimento. Esta dissertação é o resultado do estágio curricular efectuado na Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), do trabalho realizado no Programa EDES e de uma pesquisa bibliográfica neste âmbito. Pretende descrever como as DIE e os factores de risco que as determinam podem condicionar o aumento da produção de proteína de origem animal e analisar o contributo da OIE e dos serviços veterinários - no acesso aos mercados, na Segurança Alimentar, no combate à fome e na redução da pobreza – através do impacto da aplicação das normas sanitárias internacionais.
ABSTRACT - The animal health contribution to market access, food security and global fight against hunger - In the XXI Century diseases such as HIV/AIDS, Malaria, vCJD, Rabies and Severe Acute Respiratory Syndrome remain present. These diseases have in common the fact that they are Emerging Infectious Diseases (EID). The majority of EID are zoonoses (60.3%) of which 71.8% originated in wildlife. The One Health concept has gained great relevance in understanding the factors that promote the unprecedented emergence and reemergence of EID. These include factors such as the global scale of international trade and travel, climate change, breakdown in public health or control measures and bioterrorism. In the last decades, most EID have occurred in developing countries and have had a serious impact especially on the world’s poor livestock farmers (70%). On the other hand, the volume of meat and milk produced in these countries outpaced the production in developed countries and further more it is expected that the global demand for milk and meat will increase »55%, due to the world population growth and change in eating habits. The largest share of this increase will occur in developing countries, where demand increases of 95% for meat and 80% for milk are expected. However, these countries have the highest level of food insecurity and a stick seriously affected by hunger and poverty. Due to issues caused by EID outbreaks and the need for animal protein intake, there is an urgent need to strengthen and improve the quality of veterinary services, in particularly in developing countries. This dissertation is the output of an internship done at the World Organisation for Animal Health (OIE), the work performed with the EDES Programme and a bibliography research. It aims to highlight how EID and determinant risk factors, might influence the increased production of animal protein and to analyze the contribution of OIE and of Veterinary Services to market access, food security, poverty reduction and the global fight against hunger, through the impact of the application of international sanitary measures standards set by the OIE.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3507
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
O contributo da saúde animal no acesso aos mercados, na segurança alimentar global e na luta contra a fome.pdf4.43 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE