UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/2811

Title: Segurança de fármacos citotóxicos em medicina veterinária versus medicina humana
Authors: Palminha, Joana Isabel Mariano
Advisor: São Braz, Berta Maria Fernandes Ferreira
Vicente, Gonçalo Eduardo Vítor
Keywords: Fármaco citotóxico
Segurança
Manipulação
Medicina veterinária
Medicina humana
Cytotoxic drugs
Safety
Manipulation
Veterinary medicine
Human medicine
Issue Date: 30-Sep-2010
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: PALMINHA, J. I. M. (2010). Segurança de fármacos citotóxicos em medicina veterinária versus medicina humana. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: A utilização de fármacos citotóxicos em Medicina Humana iniciou-se na década de 40, e desde então tem vindo a evoluir, tornando-se numa prática corrente na terapêutica oncológica. A exposição a estes fármacos representa um risco de saúde ocupacional, documentado em diversos estudos. Por esta razão, em Medicina Humana, as regras de segurança para a manipulação destes fármacos constituem um assunto muito discutido, existindo um grande número de entidades e organizações que elaboram documentos, contendo as normas orientadoras para um contacto seguro com os fármacos citotóxicos. Apesar da sua extrema importância, a segurança na manipulação dos fármacos citotóxicos continua a ser um tema pouco abordado em Medicina Veterinária, existindo um número muito reduzido de documentos que referem as normas orientadoras para uma manipulação segura. Foi objectivo, do presente trabalho, comparar estas duas realidades distintas, Medicina Veterinária vs Medicina Humana, no que respeita ao contacto com os fármacos citotóxicos, de forma a contribuir para uma maximização da protecção dos profissionais de Medicina Veterinária, bem como a do próprio paciente e a do ambiente. Assim, foi realizado um questionário – a nível nacional – para determinar, através das respostas a questões específicas para as diferentes fases de manipulação dos fármacos citotóxicos, o grau de segurança com que se efectua essa mesma manipulação, na prática clínica diária. Dos 65 questionários respondidos, 53 referem-se a Centros de Atendimento Médico-Veterinário (CAMVs) e 12 a Hospitais Veterinários. No entanto, a prática de quimioterapia ocorre em apenas 44 estabelecimentos, dos quais 33 são CAMVs e 11 são Hospitais Veterinários. Este estudo permitiu concluir, que a classe médico-veterinária apresenta uma exposição bastante elevada aos fármacos citotóxicos, fazendo-o com um grau de protecção e segurança insuficientes, logo com risco elevado para a sua saúde. Assim, e considerando o que são as normas de segurança em Medicina Humana, e de forma a modificar esta situação são preconizadas várias normas protectoras que poderão ser de aplicação comum durante todas as fases de manipulação dos fármacos citotóxicos, mas que podem ser mais especificas em função da fase de manipulação dos fármacos citotóxicos em que será preconizada a sua aplicação.
ABSTRACT - Safety of Cytotoxic Drugs in Veterinary Medicine versus Human Medicine - The use of cytotoxic drugs in Human Medicine began in the 40s, and has evolved since then to become a standard in cancer therapy. It is documented in several studies that the exposure to these drugs poses an occupational health risk. For this reason, in Human Medicine, there are several entities and organizations regulating the safety rules for handling these drugs, with the elaboration of documents containing the guidelines for the safe contact with cytotoxic drugs. Despite its extreme importance, the safe manipulation of cytotoxic drugs continues to be a minor preocupation in Veterinary Medicine, with only a few documents referring the guidelines for a secure handling. The purpose of this study was to compare two distinct realities, Veterinary Medicine versus Human Medicine, regarding the use of cytotoxic drugs, in order to maximize the protection of the professionals, the patients and the environment. For this purpose, an inquiry was performed at a national level, to determine the safety practices used in each phase of manipulation of the cytotoxic drugs in hospitals and clinics. Of the sixty-five inquiries answered, 53 refer to Small Animal Veterinary Clinics and 12 to Veterinary Hospitals. Yet, the practice of chemotherapy occurs only in 44 establishments, including 33 Small Animal Veterinary Clinics and 11 Veterinary Hospitals. It was concluded, that the veterinary professionals are highly exposed to cytotoxic drugs, with a level of insufficient protection and safety, posing risks to human occupational health. Considering the safety rules in Human Medicine and with the aim to improve this situation, various protective recommendations are made that could be applied in all phases of manipulation of cytotoxic drugs and also specific measures for each phase of manipulation of these drugs.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/2811
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Segurança de Farmacos Citotoxicos em Medicina Veterinaria versus Medicina Humana.pdf770.87 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE