UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/2797

Title: Hematúria enzoótica bovina : contribuição para o seu estudo etiopatogénico
Authors: Pinto, Carlos Augusto
Advisor: Peleteiro, Maria da Conceição da Cunha e Vasconcelos
Keywords: Hematúria enzoótica
HEB
Tbx
Estudo etiopatogénico
Bovino
Pteridium aquilinum
Açores
Portugal
Enzootic haematuria
Bovine
Etiopathology
Issue Date: 15-Dec-2010
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: PINTO, C. A. (2010). Hematúria enzoótica bovina : contribuição para o seu estudo etiopatogénico. Tese de Doutoramento. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: A hematúria enzoótica bovina (HEB) é uma doença de evolução crónica caracterizada por episódios intermitentes de hematúria, relacionados com o desenvolvimento de lesões inflamatórias e neoplásicas na superfície interna da bexiga, em bovinos com mais de 2 anos de idade. Os tumores de bexiga (Tbx) são a principal manifestação lesional da HEB. No presente trabalho provou-se a associação entre a ingestão do feto comum (Pteridium aquilinum) e a HEB, identificaram-se as áreas da ilha de São Miguel mais afectadas pela HEB/Tbx, bem como, as práticas de maneio alimentar favorecedoras da ocorrência desta patologia nos bovinos. Foram doseados níveis elevados (média = 2 533 μg.g-1) de ptaquilósido (Pta) em 50 amostras de rebentos e frondes de feto comum colhidas nas pastagens micaelenses. O Pta é um glucósido norsesquiterpenóide com propriedades mutagénicas, clastogénicas e cancerígenas. É considerado o principal composto tóxico do feto comum. Na monitorização dos Tbx realizada no Matadouro Industrial de São Miguel (MISM), no período compreendido entre Jan/00 a Dez/09, constatou-se que o grupo de bovinos mais atingido pela HEB/Tbx foi o das vacas paridas com mais de dois anos de idade. Foram reprovadas para consumo 14,4% (16 986) das carcaças (117 755) desta faixa etária. Nos bovinos machos com mais de 2 anos a taxa de reprovações por Tbx foi de 0,65% (77/11 782), enquanto que nos bovinos até aos dois anos de idade foi de apenas 0,16% (69/42 723) Justifica-se a maior incidência de Tbx no grupo das vacas pela maior exposição desta população às toxinas do feto comum. As condições climatéricas e a orografia da ISM, associadas a práticas de maneio alimentar e de gestão das pastagens menos apropriadas favorecem e/ou promovem a ocorrência de patologia relacionada com a ingestão das toxinas do feto comum, designadamente surtos de IAF e HEB. Registaram-se diferenças significativas nos parâmetros hematológicos estudados entre novilhas oriundas de explorações com e sem problemas de HEB/Tbx. O deficiente maneio alimentar e a maior exposição às toxinas do feto comum nas explorações com problemas de IAF e/ou HEB justificaram as diferenças observadas. VI Foi realizado um rastreio de OE em 481 bovinos provenientes de 70 explorações de cinco ilhas do arquipélago, o qual revelou a existência de carências generalizadas de iodo, selénio, cobalto, cobre e zinco. O défice em OE foi mais acentuado nas novilhas de reposição, devido à ausência de suplementação com alimentos concentrados ou minerais na generalidade das explorações, tornando esta população mais vulnerável ao efeito tóxico do Pta. As novilhas criadas em explorações com problemas de HEB revelaram valores de GPx significativamente inferiores aos obtidos nas novilhas oriundas de explorações-controlo. Esta informação sugere que o selénio poderá desempenhar um importante papel na génese dos Tbx, à semelhança do que se verifica para algumas neoplasias humanas. O mapeamento das lesões neoplásicas identificadas na mucosa de 100 bexigas de bovinos abatidos no MISM, possibilitou concluir que as áreas envolventes do trígono vesical e que se localizam ventralmente, com maior tempo de contacto com a urina, são aquelas que revelaram maior número de neoplasias. Esta informação é compatível com o metabolismo e acção biológica do Pta. O rastreio de ADN viral de BPV-2 em 300 amostras de bexiga de bovinos com (n=200) e sem lesões neoplásicas (n=100), por técnicas de PCR, possibilitou constatar que cerca de 43% dos animais revelaram positividade. Contudo, não foram registadas diferenças de prevalência entre amostras com e sem lesões tumorais. São necessários estudos mais aprofundados para determinar qual o papel dos BPVs na génese dos Tbx. As medidas profilácticas para a HEB implementadas na ISM visaram, predominantemente, o controlo e erradicação do feto comum das pastagens micaelenses. Estas têm-se revelado eficazes na redução do número de rejeições por Tbx no MISM, no número total de explorações afectadas pela HEB/Tbx e na redução de casos clínicos nos bovinos dos produtores com maior casuística de toxicidade provocada pelo feto comum. A taxa de rejeições por Tbx decresceu de 18% para 8,8% e o número de explorações atingidas pela HEB/Tbx decresceu de 60% para 33% no período compreendido entre 2004 e 2009.
ABSTRACT - Bovine enzootic haematuria: a contribution on its etiopathology - Bovine enzootic haematuria (BEH) is a disease of chronic progress characterized by intermittent episodes of haematuria, associated with the development of inflammatory and neoplasic lesions of the inner surface of the urinary bladder in cattle of more than two years old. Urinary bladder tumours (UBT) constitute the main lesional feature of BEH. The present study establishes the association between BEH and ingestion of bracken fern (Pteridium aquilinum). The areas on Sao Miguel Island (SMI) most affected by BEH/UBT were identified, together with the feed management practices promoting the occurrence of this pathology in cattle. High levels of ptaquiloside (average = 2,533 μg g-1) were found in 50 bracken samples (mainly composed of croziers and soft parts of the weed) from pastures of SMI dairy herds. Ptaquiloside (Pta) is a norsesquiterpenoid glycoside with carcinogenic activity. Slaughterhouse records obtained from the only abattoir on the island (SMI) during the period January 2000 to December 2009 showed that UBT was the main cause of whole carcass condemnations. 14.4% (16,986) of cows slaughtered (117,755) were rejected due to UBT. In male cattle of more than 2 years old the rate of condemnations due to UBT was 0.65% (77/11,782); this rate was only 0.16% (69/42,723) in males under 2 years old. The higher exposure of cows to bracken toxins can explain the differences observed. The weather conditions and irregular topography of SMI, together with poor feed and pasture management practices favour and/or promote the occurrence of bracken- related diseases such as acute bracken poisoning (ABP) and BEH. There were significant differences in haematological parameters between heifers from herds with and without HEB/UBT problems. Poor feed management and greater exposure to bracken toxins in problem herds could explain the differences found between these two groups. A survey of trace elements in 481 cattle from 70 herds from five different islands of the Azores archipelago revealed that there are generalized deficiencies in iodine, selenium, cobalt, copper and zinc. Trace elements deficit was more pronounced in replacement heifers, due to the lack of supplementation with feed concentrates or VIII minerals in the majority of herds. This fact makes this population more vulnerable to the toxic effects of Pta. Heifers reared in herds with BEH problems showed low levels of glutathione peroxidase (GPx), compared with heifers from control herds. The information suggests that selenium could have an important role in UBT genesis, as has been found for some human cancers. The results of mapping all neoplasic lesions seen in 100 urinary bladder mucosae from cattle slaughtered at the SMI abattoir showed that the areas surrounding the trigone and ventrally localized areas of the urinary bladder, which had more time in contact with urine, had greater numbers of neoplasias. This finding is compatible with the metabolic and biological activity of Pta. Using PCR techniques, a survey of viral DNA of BPV-2 in a total of 300 cattle urinary bladder samples, 200 with neoplasic lesions and 100 controls, revealed that about 43% of animals were positive. However, there were no significant differences between cases and controls. Further, more detailed studies are needed to investigate the role of BPVs on UBT genesis. Prophylactic measures for BEH were implemented to control and eradicate bracken from cattle pastures on SMI. These control measures were successful in reducing the number of condemnations due to UBT at the SMI slaughterhouse from 18% in year 2004 to 8.8% in year 2009. The total number of herds affected by UBT is also decreasing, from 60% in 2004 to 33% in 2009. At herd level, a reduction in the number of clinical cases of BEH and ABP has been observed, especially in the most affected herds.
Description: Tese de Doutoramento em Ciências Veterinárias
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/2797
Appears in Collections:DPASA - Teses de Doutoramento
BFMV - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Hematuria enzootica bovina.pdf7.94 MBAdobe PDFView/Open
Anexo 4 Folheto da HEB.pdf474.16 kBAdobe PDFView/Open
Figura 2.4 (página 66).jpg1.09 MBJPEGThumbnail
View/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE