UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/2772

Title: The state of the art of internal audit activity in Portugal
Authors: Carreiro, Marta Vasco
Advisor: Couto, Eduardo
Samagaio, António
Keywords: Internal auditing
Auditors
Portugal
Standards
Auditoria interna
Auditores
Portugal
Standards
Issue Date: Feb-2010
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Carreiro, Marta Vasco. 2010. "The state of the art of internal audit activity in Portugal". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão
Abstract: The purpose of this study is to better understand the expanding scope of internal auditing practice in Portugal and how is it comparing with the global results of the Common Body of Knowledge 2006 (CBOK) study developed by The Institute of Internal Auditors Research Foundation (IIARF). For the internal audit community, it is important to be aware of how is the current status of the internal audit activity in Portugal and in particular how is ranked with the global results; moreover, how the Portuguese internal audit activity is in compliance with the Standards, allowing to identify shortcomings and find out how to improve it. To realise this dissertation, the database with Portuguese responses to the CBOK 2006 was given by the IIARF, where there was 84 responses considered usable. In conclusion, the internal audit in Portugal is relatively young, as about half of the responses had implemented the internal audit activity (IAA) for less than 10 years; although it seems that is a general tendency from the global results and also the French case. On the topic of the use of the Standards, all Portuguese respondents have an opinion similar to those at a Global level, (being similar to the Spanish respondents opinions) where more than three quarters stated that use the Standards in whole or in part. In particular to the Quality Assurance and Improvement Program, only around a sixth of the Portuguese and Spanish respondents may use the statement that their activities are "conducted in accordance with the International Standards for the Professional Practice of Internal Auditing"; but it diverges from for the Global results as its percentage is around the double. Regarding the Performance Standards there are significant differences in the responses given by Portuguese CAEs on Standards 2100, 2500 and 2600, comparing with the results reported at Global level. Significant differences where also found on the topics such as the IAA's relationship within the Organization, the relationship with the Audit Committee, the governing documents in the Organization and the Continuing Professional Development.
Esta dissertação pretende descrever o alargamento do âmbito da actividade de auditoria interna em Portugal e como a mesma se caracteriza em comparação com os resultados globais do estudo Corpo Comum de Conhecimento 2006 (CBOK), desenvolvido pelo The Institute of Internal Auditors Research Foundation (IIARF). Para a comunidade de auditoria interna, é importante estar consciente de como actualmente se caracteriza a actividade de auditoria interna em Portugal e, em particular, como a mesma se compara com os resultados globais, nomeadamente, quanto à sua conformidade com os Standards, permitindo identificar as áreas que necessitam de melhorias e como desenvolvê-las. Para a realização desta dissertação, a base de dados com as respostas portuguesas ao CBOK 2006 foi cedida pela IIARF, na qual 84 respostas foram consideradas utilizáveis. Concluiu-se que, a auditoria interna em Portugal é relativamente jovem, uma vez que cerca de metade das respostas indicou que a actividade de auditoria interna tem menos de 10 anos; no entanto, afigura-se estar em linha com a tendência dos resultados globais e também com o caso francês. Relativamente ao uso dos Standards, os inquiridos portugueses têm uma opinião semelhante à dada quer ao nível global quer em Espanha, onde mais de três quartos declararam que usam os Standards, no todo ou em parte. Em particular, relativamente ao Programa de Garantia de Qualidade e Melhoramento, apenas cerca de um sexto dos portugueses inquiridos (assemelhando-se aos dados espanhóis) podem utilizar a expressão de que "as actividades desenvolvidas pelos auditores foram conduzidas de acordo com as Normas Internacionais para a Prática Profissional de Auditoria Interna do 11A", no entanto essa proporção diverge dos resultados globais, sendo o dobro. Relativamente às Normas de Desempenho (em particular as Normas 2100, 2500 e 2600), concluiu-se que existem diferenças significativas entre as respostas dadas pelos portugueses e os resultados globais. Foram também encontradas diferenças significativas em temas como o relacionamento da AAI na Organização, o relacionamento com o Conselho de Auditoria, os documentos de governação da Organização e o Desenvolvimento Profissional Contínuo.
Description: Mestrado em Gestão/MBA
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/2772
Appears in Collections:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese_MartaCarreiro.pdf655.58 kBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE