UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/2519

Title: Abordagem proactiva à terapêutica da dermatite atópica canina
Authors: Nóbrega, Diana Rafaela Ferreira da
Advisor: São Braz, Berta Maria Fernandes Ferreira
Martins, Ana Mafalda Lourenço
Keywords: Dermatite atópica canina
Cortavance
Fase aguda
Fase de manutenção
Recidiva
Canine atopic dermatitis
Acute stage
Maintenance stage
Relaps
Issue Date: 29-Oct-2010
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: NÓBREGA, D. R. F. (2010). Abordagem proactiva à terapêutica da dermatite atópica canina. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: A dermatite atópica canina (DAC) é uma doença cutânea, crónica e recorrente, de foro alérgico e inflamatório, com predisposição genética. Tem um carácter multifactorial, implicando uma reacção de hipersensibilidade do tipo I a alergénios ambientais e uma barreira cutânea débil, entre outros. É uma das doenças dermatológicas mais comum no cão, existindo predisposição em certas raças, como o Bouledogue Francês, o Cocker Spaniel, o Labrador Retriever, o Golden Retriever, o West Highland White Terrier. A doença manifesta-se normalmente entre os 6 meses e os 3 anos de idade. As lesões distribuem-se tipicamente por determinadas regiões corporais, como a periocular, as comissuras labiais, os pavilhões auriculares, interdigital ventral e dorsal, perianal, entre outras. O primeiro sinal é o prurido, que é posteriormente acompanhado de eritema, seguindo-se as alterações secundárias (alopécia; escoriações; alteração da pigmentação do pêlo; seborreia seca; colaretes; crostas) e as crónicas (liquenificação; hiperpigmentação cutânea; nódulos e/ou feridas por lambedura acral). O diagnóstico da doença é feito com base na anamnese, no exame físico, na exclusão de doenças com manifestações clínicas idênticas e na existência de provas alérgicas positivas. A DAC não tem cura, podendo apenas ser controlada, requerendo manutenção para o resto da vida do animal. Este controlo consiste numa terapêutica multimodal, que pode incluir as seguintes abordagens: evicção de alergénios, reforço da barreira cutânea, fármacos anti-inflamatórios sistémicos e tópicos, imunoterapia específica, terapêutica antimicrobiana, entre outros. Os tratamentos com boa evidência de eficácia são os glucocorticóides orais e tópicos, os inibidores da calcineurina, a imunoterapia específica e o interferão gama. Actualmente os glucocorticóides tópicos são usados eficazmente no controlo das crises agudas da DAC com administrações diárias, sendo o tratamento a longo-prazo um desafio. Tal como se conclui para os humanos, seria interessante perceber se o seu uso intermitente como tratamento de manutenção nas fases de remissão da doença é benéfico. O ensaio realizado teve como objectivo avaliar a eficácia da manutenção da DAC a longo-prazo com o tratamento de fim-de-semana com Aceponato de Hidrocortisona a 0,0584% (Cortavance). Tratou-se de um estudo duplamente cego, controlado com placebo, aleatório e com dois grupos paralelos. Consistiu em duas fases, a resolução da fase aguda e a fase de manutenção com Cortavance ou Placebo bisemanal até nova recidiva. Perante a análise dos dados obtidos, conclui-se que o uso proactivo de Cortavance, duas vezes por semana durante a FM do animal com DAC, permite retardar novas crises agudas da doença.
ABSTRACT - Proactive approach to Canine Atopic Dermatitis Therapy - The canine atopic dermatitis (CAD) is a cutaneous, chronic and recurrent disease, with allergic and inflammatory characteristics and genetic predisposition. It as a multifactor character, with a type I hypersensitisation reaction to environmental allergens and a deficient cutaneous barrier, amongst others. It is one of the most common dermatologic diseases in dogs, with predisposition in certain breeds (examples: French Bouledogue; Cocker Spaniel; Labrador Retriever; Golden Retriever; West Highland White Terrier). The disease normally appears between 6 months and 3 years of age. The lesions are typically distributed in certain body areas, as periocular, labial commissures, ears, interdigital ventral and dorsal, perianal, amongst others. The first sign is itch, subsequently accompanied by erythema, followed by secondary (alopecia; excoriation; fur discoloration, peeling, colarettes; crusts) and chronic alterations (lichenification; cutaneous hyperpigmentation; nodules and/or wounds secondary to acral licking). The diagnostic of the disease is based on the anamnesis, the physical examination, the exclusion of diseases with similar clinical manifestations and positive allergic tests. The CAD as no cure, but can be controlled, requiring maintenance for the rest of the animals life. This control is a multifactor treatment that can include the following approaches: allergen avoidance, cutaneous barrier reinforcement, systemic and topic anti-inflammatory drugs, specific immunotherapy, antimicrobial therapy, amongst others. The treatments with god evidence of efficacy are the oral and topic glucocorticoids, the calcineurin inhibitors, the specific immunotherapy and the gamma interferon. Currently, the topic glucocorticoids are efficiently used in the daily control of acute crises of CAD, but the long-term treatment remains a challenge. As can be seen for humans, it would be interesting to see if its intermittent use as maintenance treatment in the remission periods of the disease as benefits. The project underlying this dissertation investigated the effectiveness of the long-term maintenance of CAD with a weekend treatment with 0,0584% Hydrocortisone Aceponate (Cortavance). This was a double blind, placebo controlled, randomized and parallel group study. It consisted of two stages, the resolution of the acute stage and maintenance stage (weekend treatment with Cortavance or placebo) until new relapse. After the data analysis, we concluded that the preventive use of Cortavance, twice a week during de maintenance period of CAD, allows the delay of new acute crises of the disease.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/2519
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ABORDAGEM PROACTIVA À TERAPEUTICA DA DERMATITE ATOPICA CANINA.pdf1.53 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE