UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/2485

Título: Fasciolose bovina : aspectos clínicos e epidemiológicos no Alentejo
Autor: Costa, Ana Margarida Caetano Bandeira da
Orientador: Tomé, João Eduardo Correia
Lima, Miguel Luís Mendes Saraiva
Palavras-chave: Fasciolose bovina
Fasciola hepatica
Epidemiologia
Diagnóstico
Coprologia
Bovine fasciolosis
Epidemiology
Diagnosis
Coprology
Issue Date: 4-Nov-2010
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: COSTA, A. M. C. B. (2010). Fasciolose bovina : aspectos clínicos e epidemiológicos no Alentejo. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A “grande dúvia do fígado”, Fasciola hepatica, é um parasita cujo principal hospedeiro intermediário é o molusco Lymnaea truncatula e que pode ter como hospedeiro definitivo várias espécies como ruminantes domésticos e silváticos, roedores, suínos, equinos e o Homem. Nos bovinos, a fasciolose é geralmente subclínica, no entanto pode provocar graves perdas económicas. É então necessário que os médicos veterinários tenham à sua disposição meios de diagnóstico fiáveis para que possam intervir precocemente no seu controlo. Este trabalho é constítuido por uma parte teórica na qual são desenvolvidos alguns aspectos importantes da doença, nomeadamente epidemiológicos, clínicos e profiláticos e por uma parte prática que consistiu na recolha de fezes, de um total de 8 efectivos de bovinos no Alentejo, para pesquisa de ovos de F. hepatica, através de um método de sedimentação natural. O objectivo inicial era avaliar o impacto da infecção por F. hepatica no diagnóstico da tuberculose, o que não foi possível concretizar, uma vez que todas as amostras processadas apresentaram resultados negativos. Assim não foi possível provar que os animais tinham fasciolose, embora muitos deles apresentassem sinais clínicos da doença, estando realmente infectados, o que foi provado mais tarde com uma prova serológica. Deste modo foi possível concluir que o teste coprológico pode apresentar algumas limitações como meio de diagnóstico de fasciolose bovina e que a prevalência desta parasitose pode ser mais importante do que inicialmente se suspeitava.
ABSTRACT - Bovine fasciolosis: Clinical and epidemiological aspects in Alentejo - The common liver fluke, Fasciola hepatica, it´s a parasite whose primary intermediate host is the aquatic snail Lymnaea truncatula and may have several species as definitive hosts like domestic and wild ruminants, rodents, pigs, horses and humans. In cattle, fasciolosis is usually subclinical but can cause serious economic losses. It is therefore necessary that the veterinarians have available reliable diagnostic tools so that they can intervene prematurely in its control. This work consists of a theoretical part in which it is presented some important aspects of the disease, including epidemiological, clinical and prophylactic and a practical part consisting of the collection of feces, in a total of eight herds of cattle in the Alentejo, to search for eggs of F. hepatica, by a natural sedimentation method. The initial aim was to assess the impact of infection by F. hepatica in the diagnosis of tuberculosis, which was not possible to achieve, since all processed samples tested negative. So it was not possible to prove that the animals had fasciolosis, although many of them presented clinical signs of illness, and were actually infected, as proven later by a serological test. Thus it was concluded that the coprological test may present some limitations as a mean of diagnosis of bovine fasciolosis and that the prevalence of fasciolosis may be more important than initially suspected.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/2485
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Fasciolose Bovina.pdf2,18 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE