UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/2207

Title: Estudo do pH urinário antes do parto e da temperatura rectal e corpos cetónicos pós-parto, como indicadores para as doenças mais comuns na fase inicial da lactação de vacas leiteiras
Authors: Barros, João Filipe Fernandes
Advisor: Dammert, Carsten
Stilwell, George Thomas
Keywords: pH urinário
Temperatura rectal
Corpos cetónicos
Período pós-parto
Urinary pH
Rectal temperature
Ketonic bodies
Post partum period
Issue Date: 27-Jul-2010
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: BARROS, J. F. F. (2010). Estudo do pH urinário antes do parto e da temperatura rectal e corpos cetónicos pós-parto, como indicadores para as doenças mais comuns na fase inicial da lactação de vacas leiteiras. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: O presente estudo foi realizado numa exploração agropecuária e teve como propósito a monitorização de parâmetros fisiológicos, nomeadamente, pH urinário, temperatura rectal e corpos cetónicos sanguíneos, como ferramenta no diagnóstico precoce da predisposição às doenças mais comuns no período inicial da lactação de bovinos leiteiros. O estudo insere-se numa metodologia de estudo de caso e a amostra incluiu 86 fêmeas seleccionadas aleatoriamente entre novilhas e vacas adultas que concluíram gestação durante o período do estudo. A recolha de dados iniciou-se uma semana após a entrada dos animais na maternidade, com a realização de duas colheitas semanais de urina para consequente medição do pH urinário, com recurso a um aparelho para o efeito (pHep®). A partir da data do parto, realizaram-se medições diárias de temperatura rectal até ao décimo primeiro dia. Ao quinto, décimo, décimo quinto e vigésimo dias após o parto, realizaram-se recolhas de sangue periférico, através da veia coccígea, para medição de corpos cetónicos. Estas medições foram efectuadas no local, com recurso a um aparelho portátil de medição de β-hidróxibutirato (BHB) sanguíneos (precision Xceed®). O seguimento do animal foi realizado aproximadamente até ao trigésimo dia, data em que a involução uterina é avaliada na exploração onde decorreu o estudo. Os resultados obtidos indicaram uma incidência de doença em 70,9% dos animais em estudo, sendo esta atribuída a uma falha nas rações aniónicas fornecidas aos animais antes do parto. A distribuição por cada uma das doenças foi de 38,4% para a cetose clínica, 26,7% para metrites, 20,9% para mastites, 7% para retenção placentária e 4,9% para deslocamento de abomaso. O estudo permitiu concluir que todos os parâmetros analisados revelaram ser indicadores de susceptibilidade das doenças mais comuns no pós-parto de vacas leiteiras, mas não se revelaram suficientes para determinar qual a doença.
ABSTRACT - Study of urinary pH before calving and rectal temperature and ketone bodies postpartum, as indicators for the most common disease in the early stage of lactation of dairy cows - The present study was based on the data obtained from a dairy herd with the objective of monitoring the physiological parameters such as urinary pH, rectal temperature and blood ketonic bodies as a tool to diagnose the predisposition for the most common diseases during the early lactating period in dairy cows. The work is a case study with a sample of 86 females randomly selected among heifers and adult cows which ended their pregnancy during the study. The data was obtained one week after the entry of the cows in the maternity. For each cow two urine samples were collected per week for pH measuring using a pHep® machine. After calving we measured each cow´s rectal temperature daily until the 11th day post partum. On the fifth, tenth, fifteenth and twentieth post partum day were taken blood through the coccygeal vein to measure ketonic bodies. The measurements were done on location using a portable apparatus that measures the blood BHB (precision Xceed®). The follow up of each animal was made until the 30th day, when the uterus involution is usually evaluated by the veterinary. The study revealed a disease prevalence of 70.9%. This prevalence was attributed to a failure in the anionic feed given to the animals before calving. The distribution for each of the diseases was 38.4% for clinical ketosis, 26.7% for metritis, 20.9% for mastitis, 7% for retained foetal membranes and 4.9% for dislocated abomasum. This study lead us to the conclusion that all the parameters studied revealed to be susceptibility indicators of the most common diseases in the post partum period in dairy cows but are not enough to determine which disease we are facing.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/2207
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Estudo do pH urinário antes do parto e da temperatura rectal e corpos cetónicos pós-parto.pdf878.93 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE