UTL Repository >
ISA - Instituto Superior de Agronomia >
DEF - Departamento de Engenharia Florestal >
DEF - Comunicações em Actas de Conferências >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/1708

Title: Potencial tecnológico da madeira de Quercus faginea Lam. para revestimento de superficies
Authors: Pereira, Helena
Ramos, Sofia
Knapic, Sofia
Machado, José Saporiti
Nunes, Lina
Keywords: Quercus faginea
carvalho português
propriedades fisico-mecânicas
durabilidade natural
revestimento de superficies
Issue Date: Oct-2009
Publisher: SPCF
Citation: Ramos, S.; Knapic, S.; Machado, J.S.; Nunes, L.; Pereira, H.- Potencial tecnológico da madeira de Quercus faginea Lam. para revestimento de superficies. In Congresso Florestal Nacional, 6º, Ponta Delgada, 2009 - A floresta num mundo globalizado
Abstract: O carvalho-português (Quercus faginea Lam.) é uma espécie autóctone, cuja madeira actualmente não é utilizada e sobre a qual pouco se sabe. No entanto, dado que a sua madeira foi outrora utilizada na construção de naus e de caravelas, é de crer que tenha um potencial elevado para a produção de produtos nobres, como é o caso dos pavimentos. Com o objectivo de averiguar o potencial tecnológico da madeira de Carvalho português para revestimento de superfícies, foi realizada a caracterização das suas propriedades físico-mecânicas e avaliada a sua durabilidade natural face a térmitas subterrâneas, utilizando metodologias normalizadas. Foram utilizadas dez árvores provenientes de duas regiões de Trás-os-Montes. Os resultados mostraram que a madeira de Q. faginea é de dureza muito alta para o cerne (101 N/mm2) e possui resistência fraca quanto à tensão de ruptura à flexão estática (99 N/mm2) e média quanto à compressão (47 N/mm2) para uma massa volúmica média de 870 kg/m3. De modo a avaliar o comportamento em produtos compósitos, produziram-se também 20 peças com duas espessuras de madeira de Carvalho, coladas a madeira de Espruce (Picea abies H. Karsten), que foram submetidas a uma carga estática de 1kN. Os resultados demonstram que a dureza do pavimento diminui com a redução da espessura da lâmina de carvalho.
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1708
Appears in Collections:DEF - Comunicações em Actas de Conferências

Files in This Item:

File Description SizeFormat
REP-H.Pereira-3.pdf181.95 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE