UTL Repository >
FMH - Faculdade de Motricidade Humana >
BFMH - Biblioteca da Faculdade de Motricidade Humana - Noronha Feio >
BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/1511

Title: Saúde e adolescência : hábitos e comportamentos dos adolescentes que frequentam clínica privada no concelho do Barreiro
Authors: Maia, Ana Cristina Sequeira Bento
Advisor: Matos, Maria Margarida Nunes Gaspar de
Keywords: Adolescência
Adolescente
Comportamento
Desenvolvimento
Promoção de saúde
Saúde
Issue Date: 18-Nov-2009
Abstract: Sabendo-se que muitos comportamentos nocivos para a saúde são adquiridos na adolescência, colocou-se a questão de saber qual a opinião que os adolescentes têm da sua saúde, assim retratando-se os hábitos e os comportamentos de uma população de indivíduos jovens residentes na margem sul do Tejo, mais precisamente na cidade do Barreiro abrangendo as freguesias: Verderena, Alto do Seixalinho, Quinta da Lomba, Palhais, St. António da Charneca, Cabeço Verde, Baixa da Banheira, Alhos Vedros e Moita, estes jovens frequentam clínica privada no concelho do Barreiro (UMB – Urgência Médica do Barreiro) onde decorreu o estudo. Para a elaboração deste trabalho usou-se um questionário à semelhança do adaptado de um estudo realizado em 2002 pela equipa do Projecto Aventura Social e Saúde, H.B.S.C. – Health Behavior of School Aged-Children. O presente estudo traduz-se pelo desenvolvimento biopsicossocial, dos adolescentes, delimitado pela faixa etária (12 -19) anos, onde se faz uma abordagem da influência que o meio (grupo, família) se repercute nos jovens, uma vez que é durante o processo da adolescência que estes estão mais vulneráveis às influências externas; esse padrão de influência pode traduzir: Sentimentos de frustração e alteração da imagem corporal, transtornos alimentares, consumos de substâncias aditivas, violência, actividade sexual precoce e sem protecção, acidentes e o modo como o modelo parental pode influenciar esses comportamentos. Muitos jovens afastam-se da família, mas muitos há que são o oposto, a ligação aos pais mantém-se poderosa sem desvinculação. Os jovens não constituem um grupo homogéneo, mas sim um grupo de indivíduos com necessidades de saúde consoante a etapa de desenvolvimento em que se encontram. De uma forma geral, pode-se afirmar que os resultados deste estudo permitir-nos-á uma melhor compreensão dessa população e concomitantemente a aplicação de medidas profilácticas, nomeadamente como factores de risco, a ausência de actividade física, consumo de substâncias aditivas como o álcool e outras substâncias, o tabaco, no entanto verifica-se que muitos dos jovens deste estudo apresentam comportamentos promotores de saúde como o uso do preservativo; a nível alimentar e do repouso também se nota alguma coerência, a relação com familiares e amigos relativamente fácil. No âmbito da saúde e reforçando um pouco a ideia de alguns autores o envolvimento com os jovens e o trabalho sistemático ao fim de algum tempo, vem reforçar a ideia que são factores protectores. Daí, a necessidade dos técnicos de saúde, respeitarem os valores, a fase de desenvolvimento, preparando acções de educação para a saúde como estratégias eficazes de promoção/educação em saúde na adolescência, que é o que tem acontecido nesta clínica ao longo dos tempos e que se deve manter esse desenvolvimento positivo.
Description: Dissertação de Mestrado em Ciências da Saúde na especialidade Educação para a Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1511
Appears in Collections:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese.pdf2.42 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE