UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/1493

Title: Trombocitopénia imuno-mediada na clínica de animais de companhia
Authors: Simões, Cátia Isabel da Cruz Pires Martins
Advisor: Martins, Ângela Paula Neves Rocha
Meireles, José Augusto Farraia e Silva
Keywords: Plaquetas
Trombocitopénia
Trombocitopénia imuno-mediada
TIM
Platelets
Thrombocytopenia
Immune-mediated thrombocytopenia
IMT
Issue Date: 2008
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: SIMÕES, Cátia Isabel da Cruz Pires Martins. Trombocitopénia imuno-mediada na clínica de animais de companhia. Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária. 2008. Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa
Abstract: Na clínica veterinária onde decorreu o estágio, a trombocitopénia é um sinal laboratorial encontrado com alguma frequência em cães e gatos apresentados para consulta veterinária devido a alguma alteração do estado hígido. A trombocitopénia pode ser secundária a diversos mecanismos, embora nesta dissertação se realcem os fenómenos de diminuição da contagem de plaquetas devidos a destruição imuno-mediada. Esta última caracteriza-se pela redução da contagem de plaquetas por unidade de volume de sangue acompanhada pela redução do volume médio destas células (diminuição do Volume Plaquetário Médio ou MPV). Entre os 200 animais que realizaram hemograma, 37 (5,2%) apresentaram esta alteração hematológica (32 canídeos e 5 felídeos). Foi possível diagnosticar a causa da trombocitopénia em 31 dos 32 cães, mas apenas em 2 dos 5 gatos. Constatou-se que quase 70% destes animais apresenta trombocitopénia imuno-mediada secundária a infecção. A bibliografia posiciona as infecções como segunda causa mais frequente de trombocitopénia imuno-mediada em cães, mas no contexto geográfico do local de estágio, uma área semi-rural, os agentes infecciosos transmitidos por vectores são endémicos, sobretudo a espécie Leishmania infantum. O hemoparasita do género Babesia e as bactérias dos géneros Ehrlichia e Rickettsia também foram implicados em casos clínicos de trombocitopénia imuno-mediada secundária a infecção, surgindo inclusivamente em infecções múltiplas no mesmo animal. Verificou-se ainda a ocorrência de trombocitopénia imuno-mediada secundária a neoplasia, que a bibliografia coloca como terceira principal causa de trombocitopénia imuno-mediada, embora se tenha verificado durante o período de estágio que este mecanismo é o mais prevalente (20%) a seguir às infecções. Em 8% dos casos foi diagnosticada uma trombocitopénia imuno-mediada induzida por fármacos e em apenas 4 % dos casos (1 cadela) existe um diagnóstico provável de trombocitopénia imuno-mediada idiopática. Segundo a bibliografia este último mecanismo é o mais frequente. O facto de ser tão raro na população incluída neste pequeno estudo prende-se com várias razões, entre as quais o reduzido número de animais susceptíveis e a inespecificidade dos sinais clínicos que pode originar.
ABSTRACT - IMMUNE-MEDIATED THROMBOCYTOPENIA IN SMALL ANIMAL PRACTICE Thrombocytopenia is a laboratory sign found occasionaly in dogs and cats presented with some evidence of disease to the veterinary clinic Vetarrábida. Thrombocytopenia may be secondary to a diversity of mechanisms, although this document sets off the decrease in platelet numbers due to immune-mediated destruction. This last mechanism is characterized by a reduction in platelet counts per blood volume unit, associated with a decrease in the mean volume of the platelet cells (Mean Platelet Volume or MPV). Among the 200 dogs that were submitted to a complete blood count, 37 (5,2%) presented this alteration (32 dogs and 5 cats). The cause of thrombocytopenia was diagnosed in 31 of the 32 dogs, but only in 2 of the 5 cats. Nearly 70% of these animals had a thrombocytopenia secondary to infection. Most authors refer the infections as the second most common cause of immune-mediated thrombocytopenia (next to the primary or idiopathic mechanism), but in this particular geographic environment, a semi-rural area, vector-bourne infectious agents represent an endemy, specially Leishmania infantum. Haemoparasites as Babesia spp. and bacteria as Ehrlichia spp. and Rickettsia spp. have also been implicated in clinical cases of infection-induced immune-mediated thrombocytopenia, as single or as co-infections affecting the same dog. In 20% of the dogs the cause of thrombocytopenia was neoplasia-induced immune-mediated destruction, which is considered by the literature as the third major condition inducing immune-mediated thrombocytopenia, next to the infections. In this study it was indeed less frequent than infection-induced destruction, but, in a global evaluation, it is the second major cause of immune-mediated thrombocytopenia. In 8% of the dogs the diagnosis was druginduced immune-mediated thrombocytopenia and in only 4% of the dogs (1 bitch) there is a strong suspicion of idiopathic immune-mediated thrombocytopenia. According to the literature, this last mechanism is the most prevalent in animals with thrombocytopenia caused by immune-mediated destruction. The reasons why it is so rare in the population evaluated in this small revue are probably the small number of animals susceptible to this affection and the possibility of subclinical disease.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1493
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Trombocitopenia imuno-mediada na clínica de animais de companhia.pdf10.21 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE