UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/1308

Title: Factores psicossociais de motivação nos cientistas: um estudo de caso no Instituto Gulbenkian de Ciência
Authors: Roseiro, Ana Henriques
Advisor: Jerónimo, Helena
Keywords: Factores de motivação
equidade
expectativa
ethos científico
IGC
Motivational factors
equity
expectancy
scientific ethos
GIS
Issue Date: Jun-2009
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Roseiro, Ana Henriques. 2009. "Factores psicossociais de motivação nos cientistas: um estudo de caso no Instituto Gulbenkian de Ciência". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Abstract: A motivação no trabalho tem vindo a ser apresentada como uma variável central na vida organizacional. O interesse pelo tema surge no primeiro quartel do século XX, momento em que o modelo taylorista de organização científica do trabalho começa a ser problematizado e emerge a importância do "factor humano" nas organizações. Desde então, muitas investigações e teorias foram desenvolvidas com o intuito de tentar explicar o funcionamento deste impulso interno que leva os indivíduos a actuar em função da concretização de determinados objectivos. Apesar da relevância do tema, quase não existem estudos sobre a motivação dos cientistas/investigadores em Portugal, uma lacuna para a qual é pertinente contribuir, dada a centralidade que o desenvolvimento científico e tecnológico possui na promoção competitiva do país, a natureza do próprio processo de investigação (que se caracteriza por conter um elevado grau de incerteza quanto ao sucesso na obtenção de resultados) e sobretudo a emergência de novos modos de produzir ciência. Esta transmutação dos modos de produzir ciência, ocorrida nas últimas décadas, fez-se acompanhar pela mudança do sistema de valores que guia a actividade científica. Se antes a ciência seguia os princípios que Merton cunhou de CUDOS (communalism, universality, disinterestedness, organized skepticism), hoje começa a ter como normas o que Zyman designa pelo acrónimo PLACE (proprietary, local, authoritarian, comissioned, expert). O presente projecto de investigação visa contribuir para o melhor conhecimento desta realidade, focalizando-se na análise dos factores psicossociais de motivação dos cientistas que trabalham no Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), um centro de investigação fundado pela Fundação Calouste Gulbenkian e que actua nas áreas da biologia, biomedicina e genética. Em termos metodológicos, esta investigação constitui um estudo de caso, através do qual se pretende examinar a motivação daquele grupo específico de trabalhadores à luz das transformações do ethos científico. O objectivo é apurar que tipo de factores de motivação é que estão na base do comportamento dos cientistas/investigadores do IGC nas suas diferentes categorias - Group Leaders, Trainees e Technicians, Students e Postdocs -, quais os princípios normativos que guiam a sua actividade e se a variável sexo condiciona ou não a forma como se sentem motivados e as normas éticas que partilham.
Motivation at work is often presented as a key variable in organizational life. Interest in the theme first emerged in the early XX century with the Taylor Scientific Management model and recognition of the importance of the "human factor" in organizations. Since then, much research and theory have been developed, seeking to explain the intrinsic impulse that leads individuals to behave in certain ways to attain certain objectives. Despite the relevance of the theme, very few studies examine the motivation of scientists /researchers in Portugal. It is important to fill this gap, given the key role that scientific and technological developments play in enhancing the competitiveness of the country, in addition to the nature of the actual research process, which is characterized by a high degree of uncertainty with regard to success in obtaining results, and above all the emergence of new scientific production modes. This transformation in scientific production modes has taken place over recent decades, and it has been accompanied by a change in the system of values that guides scientific research. While in the past science was guided by the principles coined by Merton: CUDOS (communalism, universality, disinterestedness, organized skepticism), today it is governed by the norms that Zyman calls PLACE (proprietary, local, authoritarian, commissioned, expert).This research project seeks to contribute to a better understanding of the phenomenon of scientific research through an analysis of the psychosocial motivational factors of the scientists who work at the Gulbenkian Institute of Science (GIS), a research centre operating in the fields of biology, biomedicine and genetics, which was founded and is supported by the Calouste Gulbenkian Foundation. This is a case study, whose aim is to examine the motivation of this specific group of workers in light of shifts in scientific ethos. The objective is to determine what kind of motivational factors underpin the behaviour of the scientists/researchers of different categories at GIS (Group Leaders, Trainees and Technicians, Students and Post-doctorate researchers), what normative principles guide their activity and if gender is a variable that conditions their motivation and the ethical norms they share.
Description: Mestrado em Ciências Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1308
Appears in Collections:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação de Mestrado_Ana Roseiro.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE