UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/1300

Title: Outsourcing de desenvolvimento de aplicações: um modelo de maturidade de processos no contexto do sistema financeiro português
Authors: Pereira, Fernando Nuno Albuquerque Figueiredo
Advisor: Rodrigues, Alexandre
Keywords: Maturidade
Eficiência
Eficácia
Desenvolvimento de Software
Portfolio
Maturity
Efficiency
Effectiveness
Software Development
Portfolio
Issue Date: Jan-2009
Publisher: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citation: Pereira , Fernando Nuno Albuquerque Figueiredo. 2009. "Outsourcing de desenvolvimento de aplicações: um modelo de maturidade de processos no contexto do sistema financeiro português". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Abstract: Apesar do papel de relevo que as questões do alinhamento entre SI/TI e negócio actualmente assumem, e do reconhecido papel que os projectos desempenham como forma privilegiada de concretização das estratégias organizativas, são várias as metodologias de melhoria de processos de gestão de projectos ou de desenvolvimento de aplicações, mas quase inexistentes as metodologias que abordem a eficiência e a eficácia dos projectos de uma organização de uma forma integrada. Tal implica que, os reais benefícios da adopção dessas metodologias, passam por um exigente trabalho prévio de selecção, configuração e compatibilização, para o qual a maioria das organizações não está preparada tanto em termos de tempo como de recursos. No sector financeiro português, o outsourcing de SI/TI é um recurso extensivamente usado, à medida que os ciclos de banalização das TI progridem, não existindo metodologias especificamente desenhadas para a avaliação conjunta do cliente e do fornecedor, no sentido de garantir a sua compatibilidade numa perspectiva de relacionamento a longo-prazo. O presente trabalho aborda estas questões, apresentando uma proposta de meta-modelo que integra um conjunto de boas-práticas, actividades e capacidades necessárias ao êxito, na contratação de serviços externos de desenvolvimento de aplicações com recurso à contratação externa de serviços.
Despite the relevance of alignment, between SI/TI and business, there are no methodologies dealing with efficiency and effectiveness in an integrated manner. As result, the organizational adoption of such methodologies needs a previous work of selection, customization and compatibility that organizations don't do, compromising the adoption benefits of such methodologies. For several years, the Portuguese financial institutions already used SI/TI outsourcing and, in short term, a significant number of them has plans for extend these agreements to software development, negotiating long term contracts, sometimes in off-shoring. Because software development is a critical, and intellectual asset based activity, it is important to know, the kind of capabilities that must be maintained internally, to conduct successful long-term relationships and capture the client expected value. In the present work I intent to develop a meta-model that deals with efficiency and effectiveness in outsourcing application developments projects, adapted to the Portuguese financial institutions needs and expectations.
Description: Mestrado em Gestão de Sistemas de Informação
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1300
Appears in Collections:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ISEG_GSI-OutDesenvAplicações.pdf3.96 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE