UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/1240

Title: Parasitoses gastrintestinais em bovinos na ilha de S. Miguel, Açores
Authors: Viveiros, Tiago Costa
Advisor: Oliveira, Vergílio Rodrigues Cabral de
Carvalho, Luís Manuel Madeira de
Keywords: São Miguel
Perdas económicas
Parasitas gastrintestinais
Diarreia
Parasitologia
Loss of profits
Gastrointestinal parasites
Diarrhea
Issue Date: 20-Jul-2009
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: VIVEIROS. T. C. (2009). Parasitoses gastrintestinais em bovinos na ilha de S. Miguel, Açores. Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: A ilha de São Miguel, nos Açores, possui as mais diversas características que propiciam o desenvolvimento parasitário e isso reflecte-se em muitas situações, em gastos desnecessários e em perdas económicas evitáveis. O presente relatório está organizado em cinco partes, em que a primeira se refere à introdução e enquadramento geral da produção de bovinos de leite em S. Miguel. Uma segunda parte consiste na enumeração da casuística clínica realizada durante o estágio. Em terceiro lugar, foi realizada a revisão bibliográfica respeitante aos principais parasitas gastrintestinais que surgem nos bovinos e respectivas formas de controlo. Segue-se então a quarta parte, que corresponde à nossa contribuição para o estudo das parasitoses gastrintestinais dos bovinos na ilha de S. Miguel. Foram realizados quatro estudos, em que o primeiro foi um inquérito realizado a trinta explorações, no que diz respeito a práticas gerais de desparasitação e abordagens terapêuticas em relação à diarreia (sinal clínico muito relacionado com doenças parasitárias, âmbito geral deste relatório). Aqui verificou-se que o anti-helmíntico de eleição para os inquiridos foi a ivermectina. Também se constatou que os produtores não separam os animais com diarreia e que, nestes casos, a primeira abordagem terapêutica que realizam é a administração de antibióticos. O segundo estudo referiu-se aos resultados obtidos a partir de análises realizadas a vinte amostras de fezes diarreicas de animais com distribuição por toda a ilha. Verificou-se que em 11 amostras (55% do total), os resultados foram negativos para a presença de parasitas e em 9 (45%) foi possível a identificação de formas parasitárias. Destas 9, apenas 3 possuíam provável etiologia parasitária. No terceiro estudo, compararam-se cargas parasitárias entre explorações com práticas de desparasitação bianual e explorações que apenas desparasitam os bovinos uma vez na vida e enquanto são vitelos. Constatou-se que, em três destas explorações ocorreram Tricostrongilídeos gastrintestinais e Eimeria spp. Em duas explorações surgiu o céstode M. benedeni. No último estudo pretendeu-se realizar uma comparação de OPG (ovos por grama de fezes) prévia e posteriormente ao tratamento anti-helmíntico de um grupo de vacas. Por último lugar, são apresentadas as conclusões e as perspectivas futuras de trabalho.
ABSTRACT - Bovine gastrointestinal parasites on the São Miguel island, Azores – Surveys for standard farming habits, laboratory results and control methods -- The São Miguel island, in Azores, gathers a particular set of environmental characteristics that favour the development of parasites, bringing unnecessary costs and loss of profits to production. This report is organized in five parts. The first one refers to the introduction and characterization of dairy cattle production in S. Miguel. The second part consists on the report of casuistics and activities during internship. The third part is the bibliographic review, regarding the most important parasites of the bovine gastrointestinal tract and ways of controlling them. A forth part is composed by four studies and refers to our contribution for the study of gastrointestinal parasites of the bovines in S. Miguel Island. The fist one refers to the results of a survey applied in thirty dairy farms, concerning the general use of anthelmintics and the methods that farmers use to treat diarrhea (clinical sign associated to animal with high burdens of parasites). Here, it was shown that the anthelmintic of choice for many farmers was the ivermectin. It was also observed that farmers don´t separate animals with diarrhea from the others and that their fist approach in these cases is the administration of antibiotics. The second study is allusive to results obtained from analysis made to twenty diarrhea cases of dairy cattle throughout the island. It was observed that 55% (11 analyses) of the results were negative for the presence of parasites and that in 45% of the cases (9 analyses) it was possible to identify helmith´s eggs. In these nine diarrhea cases, only three were likely to be caused by parasites. In the third study of this report, there was a comparison between dairy farms that deworm their animals every 6 months and dairy farms that use anthelmintics only once during the animals lifetime, as calves. It was observed that gastrointestinal Trichostrongylids and Eimeria spp. were present in three dairy farms, and that two dairy farms had M. benedeni positive results. The last study aimed to compare parasite burdens in animals before and after being dewormed. Finally, the last part of this report presents the conclusions and perspectives for future work.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1240
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Parasitoses gastrintestinais em bovinos na ilha de S. Miguel, Açores.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE