UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/1158

Title: Influência do maneio na prevalência de parasitoses gastrointestinais em pequenos ruminantes: estudo comparativo entre a região do Alentejo e a região de Andaluzia
Authors: Guerreiro, Carla Marisa Correia
Advisor: Silva, Manuel Evaristo Rodrigues da
Carvalho, Luís Manuel Madeira de
Keywords: Pequenos ruminantes
Maneio
Parasitoses gastrointestinais
Prevalência
Alentejo
Andaluzia
Small ruminants
Gastrointestinal parasitic diseases
Issue Date: 1-Jun-2009
Publisher: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citation: GUERREIRO, C. M. C. (2009). Influência do maneio na prevalência de parasitoses gastrointestinais em pequenos ruminantes: estudo comparativo entre a região do Alentejo e a região de Andaluzia. Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Abstract: No âmbito do estágio curricular realizado na Clínica Veterinária Vet + em Montemor-o- Novo (Portugal) e na Faculdade de Medicina Veterinária de Córdova (Espanha), acompanhei actividades na área da sanidade e clínica de grandes animais, assim como técnicas de diagnóstico parasitológico a nível laboratorial. As parasitoses gastrointestinais de Pequenos Ruminantes merecem um lugar de destaque ao longo de toda esta dissertação, sendo o principal objectivo estabelecer uma relação entre o maneio existente nas explorações e a prevalência de parasitoses gastrointestinais. Para tal foram estudadas 18 explorações, 9 na região do Alentejo e outras 9 na região de Andaluzia, Espanha, nas quais foram colhidas amostras de fezes e preenchido um inquérito relativo ao maneio existente. Os resultados obtidos estão de acordo com a bibliografia consultada no que respeita às parasitoses existentes na Península Ibérica. Na região do Alentejo os Estrongilídeos Gastrointestinais são o grupo de parasitas com maior prevalência (73%), o que se deve à predominância de explorações em regime semi-extensivo e à não aplicação de técnicas de maneio que permitem diminuir de forma significativa estes valores (controlo integrado de parasitoses gastrointestinais). De realçar que nesta região a desparasitação é realizada uma vez por ano e sem qualquer carácter estratégico. Na região de Andaluzia as coccidioses causadas por Eimeria spp. são as que apresentam maior prevalência (76%), o qual está estritamente relacionado com os sistemas intensivos/semi-intensivos das explorações em estudo, uma vez que é uma parasitose típica de animais jovens e que se encontram confinados. Em conclusão, o maneio das explorações engloba assim um conjunto de técnicas de produção animal que podem contribuir para uma difusão ou para um melhor controlo das parasitoses gastrointestinais, nomeadamente se a administração de anti-parasitários for monitorizada e efectuada de forma estratégica para melhor reduzir as perdas económicas por causa parasitária.
ABSTRACT - Influence of management to prevalence of gastrointestinal parasitoses in small ruminants (Comparative study of Alentejo and Andalusian region) During our training course at the clinic “Vet +” in Montemor-o-Novo (Portugal) and the Faculty of Veterinary Medicine in Córdoba (Spain) I have followed several activities in the area of large animal health and clinic, as well as techniques used for parasitological diagnosis. Gastrointestinal parasites in small ruminants have a special reference throughout this study, being the main goal setting up the relationship between the farm management and the prevalence of gastrointestinal parasites. To achieve this goal, 18 farms were studied, 9 in the Alentejo region and 9 in the Andalusian region, where faecal sampling and an animal management survey was performed. The results generally agree with the consulted references with respect to existing parasites in the Iberian Peninsula. In the Alentejo region, the Gastrointestinal Strongyles showed the highest prevalence (73%) among groups of parasites, due to the high predominance of farms with semi-extensive system, which are not applying management techniques that allow a significant decrease of these values, vg., integrated control of gastrointestinal parasites and deworming performed once a year without any strategy. In the region of Andalusia the coccidiosis caused by Eimeria spp. have the highest prevalence (76%), which is purely related with intensive/semi-intensive systems of studied farms, as it is a typical parasitic disease of young and confined animals. In conclusion, the farm management therefore includes a set of techniques for breeding that can contribute to an increase or a better control of gastrointestinal parasites, especially if the administration of anti-parasitic compounds is monitored and performed in strategic way, to reduce economic losses induced by parasites.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1158
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Páginas iniciais.pdf283.85 kBAdobe PDFView/Open
dedicatorio, agradecimentos, resumo e indice.pdfResumos128.28 kBAdobe PDFView/Open
CORPO DA TESE.pdfDocumento principal6.82 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE