Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/9847
Título: Efeitos da globalização nos países em desenvolvimento em termos de repartição do rendimento
Autor: Kaizeler, Ana Catarina Pagarim Ribeiro
Orientador: Faustino, Horácio
Palavras-chave: Globalização
Desigualdade
Crescimento
Pobreza
Países em Desenvolvimento
Globalization
Inequality
Growth
Poverty
Developing Countries
Data de Defesa: Jul-2015
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Kaizeler, Ana Catarina Pagarim Ribeiro (2015). "Efeitos da globalização nos países em desenvolvimento em termos de repartição do rendimento". Tese de Doutoramento, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: Esta dissertação analisa os efeitos da globalização na desigualdade na repartição do rendimento dos países em desenvolvimento no período de 1981 a 2010, utilizando médias de três anos. Utiliza como medida da globalização o indicador KOF, que agrega as dimensões económica, social e política, bem como as medidas tradicionais do grau de abertura e do investimento directo estrangeiro. O índice de Gini foi usado como medida de desigualdade na repartição do rendimento no país e o desvio médio logarítmico ou índice de Theil L como medida de desigualdade do rendimento entre os países. Foram usados dois métodos de estimação: o estimador de efeitos fixos na análise estática e o GMM-SYS de Blundell & Bond (1998, 2000), com a correcção de Windmeijer (2005), na análise dinâmica. Os resultados obtidos revelam que a globalização medida pelo índice de KOF conduz à diminuição da desigualdade na repartição do rendimento nestes países, independentemente da definição de desigualdade utilizada. A introdução no modelo das medidas tradicionais da globalização deu resultados contraditórios, consoante a definição de desigualdade. A hipótese de Kuznets (1955) de uma relação em forma de U invertido entre a desigualdade e crescimento económico foi também testada.
This dissertation analyses the impact of globalization on income inequalities in developing countries over the period from 1981 to 2010, applying three year average periods of measurement. This deploys both the KOF indicator as a measure of globalization, as it aggregates the economic, social and political dimensions, alongside more traditional measures such as the level of openness and foreign direct investment. The Gini index was used to calculate the income inequality within a country, and the mean log deviation, the Theil L index, to measure income inequality between countries. We applied two methods of estimation: the estimation for fixed effects on static analysis and the GMM-SYS estimation, proposed by Blundell & Bond (1998, 2000), with the Windmeijer correction (2005), for dynamic analysis. The results suggest that globalization as measured by the KOF index leads to a decrease in income inequality in these countries irrespective of the definition of inequality applied. The introduction into the model of traditional measurements of globalization generated contradictory results depending on the definition of inequality. The Kuznets hypothesis (1955) of an inverted U relationship between inequality and economic growth was also subject to testing.
Descrição: Doutoramento em Estudos do Desenvolvimento
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/9847
Aparece nas colecções:DE - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis
BISEG - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD-ACPRK-2015.pdf2,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.