Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/983
Título: Hipoadrenocorticismo primário no cão : estudo retrospectivo de 10 casos clínicos
Autor: Santana, Ana Paula Álvaro
Orientador: Brito, Maria Teresa Mendes Vítor Villa de
Palavras-chave: Hipoadrenocorticismo primário
Doença de Addison
Cão
Primary hypoadrenocorticism
Addison’s disease
Dog
Data de Defesa: 27-Jan-2009
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Santana, A.P.A. (2009). Hipoadrenocorticismo primário no cão: estudo retrospectivo de 10 casos clínicos. Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: O hipoadrenocorticismo é uma doença endócrina, pouco comum em cães (ou aparentemente sub-diagnosticada), que resulta de uma produção insuficiente de mineralocorticóides e de glucocorticóides pela glândula adrenal. A destruição do córtex da adrenal caracteriza o Hipoadrenocorticismo primário, ou Doença de Addison, e é a causa mais comum da insuficiência do córtex em cães. Esta doença pode ter várias origens, entre as quais uma destruição auto-imune ou uma causa idiopática. O hipoadrenocorticismo primário é uma doença sistémica de evolução crónica e com implicações variadas ao nível dos diferentes órgãos, e apresenta uma grande variabilidade clínica. Esta variabilidade clínica torna por vezes o seu diagnóstico difícil uma vez que pode ser confundida com outras doenças, tais como a insuficiência renal e as gastroenterites crónicas. O diagnóstico deve ser obtido o mais rapidamente possível, uma vez que iniciando uma correcta terapêutica de substituição nestes animais, a doença tem uma progressão favorável. O estudo retrospectivo realizado no âmbito deste trabalho, teve como objectivo avaliar os sinais clínicos, físicos e laboratoriais de 10 casos de hipoadrenocorticismo primário, num período de 2 anos. Foram seleccionados animais com diagnóstico confirmado da doença, foi feita uma revisão da história clínica, do exame clínico, avaliação laboratorial (hemograma, ionograma, perfil bioquímico renal e pH) e teste de estimulação com hormona adrenocorticotrófica (ACTH). Os sinais clínicos apresentados pelos animais, embora subjectivos, foram em todos os casos muito semelhantes. A azotémia pré-renal foi uma constante em todos os animais. Contrariamente ao descrito na literatura não obtivemos alterações do hemograma. O rácio Na+/K+ é concordante com estudos semelhantes, assim como os valores baixos de cortisol pré e pós ACTH. Após análise dos dados recolhidos pudemos concluir que o rácio Na+/K+ e a prova de estimulação de ACTH são essenciais na confirmação de diagnóstico de hipoadrenocorticismo primário.
ABSTRACT - PRIMARY HYPOADRENOCORTICISM IN DOG: RETROSPECTIVE STUDY OF 10 CLINICAL CASES Hypoadrenocorticism is an endocrine disease, uncommon in dogs (or maybe subdiagnosed), that results in a deficient production of mineralcorticoids and glucocorticoids by the adrenal gland. The destruction of the adrenal cortex defined primary hypoadrenocorticism, or Addison’s disease, and it’s the more frequent cause of adrenal cortex hipofunction in dogs. The causes of the disease are varied, but an autoimmune or idiopathic disturbance seem to be the main factors. Primary hypoadrenocorticism is a systemic disease with a chronic progression and with multiple implications in different organs; therefore the disease presents a vast clinical variability. Sometimes this variability makes the diagnosis hard to be made, once it can be mistaken with other diseases like renal insufficiency and chronic gastroenteritis. The diagnosis should be made the quickest possible, once, when the correct replacement therapy in these animals is settled, the disease has a better prognostic. The main goal of this retrospective study was to evaluate the clinical, physical and laboratorial data of ten cases of primary hypoadrenocorticism, in a period of two years. Animals with a positive diagnostic of the disease were selected and a revision of the clinical history, physical examination, evaluation of the laboratorial blood data (CBC, ionogram, renal biochemical analysis and pH) and a stimulation test with adrenocorticotropic hormone (ACTH) was made. Though subjective, the clinical manifestations were in all the cases very similar. The prerenal azotaemia was present in all animals. No alterations were observed in blood cells count. The Na+/K+ ratio is according with similar studies, as well as low levels of cortisol pre- and post-ACTH. Finally, after data analysis we were able to conclude that the Na+/K+ ratio and stimulation test with ACTH are the main tools to confirm the diagnostic of primary hypoadrenocorticism.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/983
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Hipoadrenocorticismo primário no cão.pdf1,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.