Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/9696
Título: A problemática da deiscência de anastomoses no intestino grosso em canídeos : a propósito de um caso clínico
Autor: Correia, Ana Sofia Lopes
Orientador: Cruz, Luís Miguel do Amaral
Carreira, Luis Miguel Alves
Palavras-chave: Cão
Intestino grosso
Deiscência
Cirurgia
Complicações
Cicatrização
Dog
Large bowel
Anastomotic leakage
Surgery
Complication
Healing
Data de Defesa: 28-Set-2015
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Correia, A.S.L. (2015). A problemática da deiscência de anastomoses no intestino grosso em canídeos : a propósito de um caso clínico. Dissertação de mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: De etiologia não totalmente elucidada, a deiscência de anastomose no intestino grosso é uma complicação pós-operatória potencialmente fatal, que ocorre mais frequentemente entre o 3º e o 5º dia pós-operatórios. Poucos são os estudos sobre este assunto em medicina veterinária. O objetivo desta dissertação foi apresentar e discutir os fatores de risco associados à deiscência de anastomose no intestino grosso considerando duas localizações: retal e coloretal, ilustrando com um caso clínico de um canídeo de 9 meses de idade, género masculino e raça Pitbull. A localização extraperitoneal da anastomose, o elevado grau de edema tecidular durante a sutura, e uma concentração de albumina sérica de 2,5 g/dl foram os fatores de risco identificados associados à deiscência da anastomose retal do doente. Na deiscência da anastomose coloretal identificaram-se: 1) a peritonite séptica secundária à deiscência de anastomose retal, 2) a classificação em ASA III do doente, 3) a hipoalbuminémia e hipoproteinémia, 4) a hipotensão e a transfusão sanguínea intra-operatória, 5) a não omentalização da anastomose, e 6) a não construção de um estoma na presença de peritonite séptica. Para reparar a deiscência anastomótica, a construção de um estoma em alça desviando temporariamente as fezes, ou uma resseção da anastomose seguida da construção de um estoma terminal podem ser as opções, como o sucedido neste caso clínico, no qual foi resolvida com êxito. Uma correta avaliação do doente, a opção de construir uma ostomia de proteção em alça e/ou de omentalização, e uma boa técnica cirúrgica, são fatores importantes que diminuem a probabilidade de ocorrência de deiscência de anastomoses.
ABSTRACT - ANASTOMOTIC LEAKAGE OF THE LARGE BOWEL IN DOG – A CASE REPORT - With a not fully understood aetiology, the anastomotic leakage of the large bowel is a potentially fatal post-operative complication usually occurring between the 3rd and 5th post-operative days. In veterinary medicine there are a very few studies on the issue. The aim of this dissertation was presenting and discussing the risk factors of anastomotic leakage of the large bowel considering two locations: rectal and colorectal, illustrated with a case report of a 9-month-old, intact male, Pitbull dog. Extraperitoneal location of the anastomosis, tissue inflammation and much oedema during suturing, as well as a serum albumin concentration of 2,5 g/dL were the risk factors identified in rectal anastomotic leakage. In the colorectal anastomotic leakage the identified factors were: 1) septic peritonitis secondary to rectal anastomotic leakage, 2) ASA III physical status, 3) hypoalbuminemia and hypoproteinemia, 4) intraoperative hypotension and blood transfusion, 5) not having omentalized the anastomosis, and 6) not having made a fecal diversion in the presence of septic peritonitis. To repair the anastomotic leakage, by building a stoma in loop to temporarily deviate stool, or by promoting the resection of the previous anastomosis and build-up an end-on colostomy may be the treatment options for the patient, as happened in this successfully managed complication in this case report. A good patient assessment, deciding whether a loop ostomy or an omentalization is needed, and a good surgical technique are important factors to decrease the ocurrence of anastomotic leakage.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/9696
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.