Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/968
Título: Bactérias isoladas de cateteres endovenosos em animais internados: factores de virulência
Autor: Nunes, Sara Filipa Lopes
Palavras-chave: Colonização bacteriana
Cateter
CR-BSI
Biofilme
Bacterial colonization
Catheter
Biofilm
Data de Defesa: 24-Set-2008
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Nunes, S.F.L. (2008). Bactérias isoladas de cateteres endovenosos em animais internados: factores de virulência. Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: Embora os cateteres endovenosos sejam indispensáveis nos dias de hoje, ao providenciar de forma segura um fácil acesso vascular, constituem um risco acrescido para o paciente. Com efeito, os cateteres endovenosos podem ser colonizados por bactérias e provocar as chamadas infecções sanguíneas provocadas por cateteres (“CR-BSI”, Catheter Related BloodStream Infections). As CR-BSI têm sido implicadas no aumento da mortalidade e morbilidade em unidades de cuidados intensivos de pequenos animais. De entre os factores de virulência relevantes, encontram-se a capacidade de colonização e antibiorresistência das bactérias colonizadoras, ambos directamente afectados pela capacidade de formação de biofilmes por parte destas bactérias. Este importante factor de virulência, para além de permitir o estabelecimento de comunidades bacterianas sobre o cateter, promove a resistência a antibióticos e a evasão bacteriana às defesas do hospedeiro. O objectivo deste trabalho foi avaliar a presença de dois factores de virulência em bactérias isoladas a partir de cateteres endovenosos obtidos no Hospital Escolar da Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Técnica de Lisboa: a capacidade de formação de biofilmes e o perfil de susceptibilidade a agentes antimicrobianos. As bactérias isoladas nos cateteres pertenciam à microbiota normal do hospedeiro ou do ambiente e o género mais representativo neste estudo foi Staphylococcus spp. A maioria das bactérias isoladas foram resistentes a pelo menos três antibióticos e os princípios activos que demostraram menor incidência de resistências foram a amoxicilinina associada ao ácido clavulânico, a gentamicina e a cefotaxima. A maioria das bactérias isoladas (62,5%) foram capazes de, in vitro, expressar biofilmes em menos de 72 horas. Foi encontrada uma correlação positiva significativa entre a formação de biofilmes e a antibiorresistência.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/968
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Bactérias isoladas de cateteres endovenosos em animais internados.doc1,84 MBMicrosoft WordVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.