Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/9147
Título: Deteção da infeção por Babesia spp., Hepatozoon spp., Leishmania spp., Ehrlichia spp. e Dirofilaria immitis em gatos (Felis catus domesticus) por técnicas parasitológicas diretas e serológicas no concelho de Alcochete
Autor: Teives, Maria João Nobre da Veiga Carvalho
Orientador: Sampaio, Isabel Maria Soares Pereira da Fonseca de
Basso, Maria Alexandra Costa
Palavras-chave: Gato
DTV
Babesia spp.
Epatozoon spp.
Leishmania spp.
Ehrlichia spp.
Dirofilaria immitis
Esfregaços sanguíneos
IFI
ELISA
Alcochete
Cat
VBD
Blood smears
Data de Defesa: 21-Jul-2015
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Teives, M.J.N.V.C. (2015). Deteção da infeção por Babesia spp., Hepatozoon spp., Leishmania spp., Ehrlichia spp. e Dirofilaria immitis em gatos (Felis catus domesticus) por técnicas parasitológicas diretas e serológicas no concelho de Alcochete. Dissertação de mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: As doenças transmitidas por vetores (DTV), pela sua grande proliferação a nível mundial, são um problema que tem vindo a ganhar importância nos últimos anos. Estas doenças são mais comuns em cães e a sua importância na população felina ainda é pouco conhecida. Na presente dissertação pretende-se detetar diferentes hemoparasitas e/ou anticorpos a eles dirigidos, numa população de 40 gatos oriundos do concelho de Alcochete. A pesquisa de parasitas foi feita através de esfregaços de sangue para deteção de Babesia spp., Hepatozoon spp., Ehrlichia spp. e microfilárias de Dirofilaria; exame de gota a fresco para pesquisa de microfilárias de Dirofilaria; imunofluorescência indireta (IFI) para pesquisa de anticorpos anti-Babesia spp., anti-Ehrlichia spp. e anti-Leishmania spp. e Enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) para pesquisa de anticorpos anti-Dirofilaria immitis. Não foram visualizadas formas de parasitas nos esfregaços de sangue e o exame de gota a fresco não revelou presença de microfilárias. A deteção de anticorpos por IFI revelou prevalências de 5% (2/40) para Babesia spp., 20% (8/40) para Ehrlichia spp. e 0% para Leishmania spp. A pesquisa de anticorpos anti-Dirofilaria immitis pelo método de ELISA revelou 0% de prevalência. Neste estudo foram avaliados vários fatores (características físicas, habitat, anamnese, história clínica, presença de ectoparasitas, programas de profilaxia) e a sua influência sobre os resultados positivos. Os resultados obtidos mostraram associação estatística significativa entre habitat, contacto com outros animais e alterações no hemograma e a positividade a infeção por Ehrlichia spp. e entre contacto com outros animais e a positividade a infeção por Babesia spp., apresentando valores de p menores que 0,05.
ABSTRACT - Detecting infection by Babesia spp., Hepatozoon spp., Leishmania spp., Ehrlichia spp. and Dirofilaria immitis in felines (Felis Catus Domesticus) in the Alcochete District, using parasitological and serological techniques - Vector Borne Diseases (VBD), are of growing interest and concern recently, having become more widespread. These diseases are more common in canines and their impact on feline populations is still little known. The present dissertation aimed to detect different types of hemoparasites or related anti-bodies in a group of 40 cats in the Alcochete district. The analysis of the parasites was done through blood smears for the detection of Babesia spp., Hepatozoon spp., Ehrlichia spp. and Dirofilaria immitis; drop test for Dirofilaria immitis microfilariae; Indirect Immuno-Fluorescence (IFI) to assess the presence of antibodies anti-Babesia spp., anti-Ehrlichia spp. and anti-Leishmania spp. and Enzyme-Linked Immunosorbent Assay (ELISA) to search for antibodies anti-Dirofilaria immitis. No parasites were found in the blood smears and the fresh drop test did not reveal the presence of microfilariae. Detection by IFI indicated a 5% (2/40) prevalence for Babesia spp., 20% (8/40) prevalence for Ehrlichia spp. and 0% prevalence for Leishmania spp. The ELISA method also indicated 0% prevalence for Dirofilaria immitis. The study evaluated different environmental elements and physical characteristics of the cats (including their habitat, anamnesis, clinical history, presence of ectoparasites, deworming and vaccination programs and changes in blood count).The analysis assessed the possible influence of these elements on positive infection results for the different VBD under study. The results showed a statistically significant relationship between habitat, contact with other animals, changes in blood count and infection by Ehrlichia spp. The study further showed a statistically significant relationship between contact with other animals and positive results for infection by Babesia spp., with p values under 0,05. Finally, a brief description of the clinical cases of animals that tested positive using the IFI technique was presented.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/9147
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.