Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/9120
Título: A disortografia e a psicomotricidade. Estudo do impacto de metodologias específicas de intervenção psicomotora na aprendizagem da escrita em crianças do 3º e 4º anos do ensino básico com dificuldades na aprendizagem.
Autor: Pedro, Maria Inês Martins Parreira
Orientador: Cruz, Vítor Manuel Lourenço da
Palavras-chave: Dificuldade de aprendizagem
Disortografia
Escrita
Intervenção psicomotora
Linguagem
Ortografia
Psicomotricidade
Data de Defesa: 2010
Citação: Pedro, Maria Inês (2010) - A disortografia e a psicomotricidade. Estudo do impacto de metodologias específicas de intervenção psicomotora na aprendizagem da escrita em crianças do 3º e 4º anos do ensino básico com dificuldades na aprendizagem. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: Artigo Teórico: O presente artigo baseia-se numa revisão bibliográfica efectuada sobre os temas da disortografia, intervenção psicomotora e interacção entre as duas áreas. Para aprofundar a disortografia iniciou-se a revisão abordando a linguagem, a escrita, as dificuldades de aprendizagem específicas, a ortografia e a disortografia, encadeando-as evolutivamente. Ao nível da psicomotricidade foi especificada a sua definição, os seus objectivos, os benefícios da intervenção e as áreas de actuação. Por fim foi relacionada a disortografia e a intervenção psicomotora de modo a que seja possível relacionar ambas as áreas e perceber os benefícios da intervenção psicomotora na disortografia. Artigo Empírico: O presente artigo empírico foi realizado com o objectivo de estudar o impacto da intervenção psicomotora nas dificuldades específicas de aprendizagem: disortografia. Inicia-se com uma breve contextualização teórica sobre a disortografia e a psicomotricidade, seguidamente são apresentadas as metodologias utilizadas no estudo. A investigação foi realizada numa escola de 1.º ciclo, tendo sido utilizada uma amostra de 16 alunos do 3.º e do 4.º ano divididos em dois grupos: grupo experimental e grupo controlo. Os grupos foram avaliados em dois momentos diferentes, tendo sido analisados os ditados efectuados por essas crianças, tal como avaliado alguns itens do perfil psicomotor de cada uma das crianças e o seu enquadramento sócio-económico. O grupo experimental foi sujeito a 10 sessões de intervenção psicomotora de modo a melhorar as suas competências ortográficas. Os resultados obtidos mostraram que houve mais evolução no grupo experimental em comparação com o grupo controlo.
Descrição: Mestrado em Reabilitação Psicomotora
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/9120
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.