Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/9107
Título: Essays on the role of politics in comparative finance and governance
Autor: Geller, Gabriel
Orientador: Guedes, Maria João
Palavras-chave: Finanças comparadas
governação de empresas
preferências políticas
instituições políticas
democracia
Comparative finance
Corporate governance
Political preferences
Political institutions
Democracy
Data de Defesa: 2015
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Geller, Gabriel (2015). "Essays on the role of politics in comparative finance and governance". Tese de Doutoramento, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: A questão de investigação central da presente dissertação é averiguar como as preferências e as instituições políticas contribuem para a explicação das diferenças de desenvolvimento financeiro e governação de empresas entre países, ao longo do tempo. Apesar da literatura demonstrar que as finanças podem impulsionar o crescimento económico, vários países não tomam as medidas necessárias para desenvolver seu sistema financeiro. Além disso, não houve uma forte convergência nas estruturas de governação de empresas entre países. Este trabalho é composto por quatro capítulos independentes que têm como objectivo contribuir para a literatura nesta área, testando algumas hipóteses originais. O primeiro capítulo revê e discute a literatura e contextualiza o problema de investigação, ressaltando a importância do aspecto político. No segundo capítulo, apresenta-se a argumentação e a evidência empírica de que os resultados contraditórios na relação entre o poder da esquerda e o desenvolvimento dos mercado de acções ocorre porque esta relação mudou de direcção (de negativa a positiva) após o fim da União Soviética. Mostra-se ainda, que o conflito Esquerda vs. Direita é muito relevante para os mercados nas economias emergentes, mas não nos países desenvolvidos. No terceiro capítulo desenvolvem-se novos índices para medir o nível de “consensualismo” político, e apresenta-se evidência empírica da associação entre consensualismo e protecção legal aos credores (positiva), aos accionistas minoritários (negativa) e à concentração de propriedade no mercado de acções (positiva). Segue-se uma possível explicação teórica que considera a disputa política entre os grandes capitalistas, os pequenos capitalistas e os trabalhadores. Finalmente, o quarto capítulo mostra evidência empírica da relação curvilínea, em forma de U, entre democracia e o desenvolvimento de mercados de capitais.
The central research question in this thesis is how political preferences and institutions contribute to explaining the variation in financial development and corporate governance between countries, and over time. Although the literature shows that finance can spur growth, several countries have still not implemented the right measures for developing their financial sector. There has also been a lack of strong convergence in corporate governance structures across countries. This study is composed of four independent chapters that aim to contribute to the literature in this field by testing some original hypotheses. The first chapter reviews and discusses the literature and contextualizes the research problem, stressing the role of politics. In the second chapter, we show empirical evidence that the contradictory findings in the association between leftist power and stock market development occur because the association between the two changed direction (from negative to positive) after the fall of the Soviet Union. We also show that the left vs. right conflict has a strong influence on markets in emerging countries, but not in developed ones. In the third chapter we develop new indexes for measuring political consensualism and empirically show the association between consensualism and legal protection for creditors (positive), for minority shareholders (negative), and ownership concentration (positive). We provide a theoretical explanation for the political bargaining between large-scale capitalists, small-scale capitalists and workers. Finally, in the fourth chapter we present empirical evidence of a curvilinear U-shaped relationship between democracy and stock market development.
Descrição: Doutoramento em Gestão - Especialização em Finanças
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/9107
Aparece nas colecções:DG - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis
BISEG - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD-GG-2015.pdf2,88 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.