Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/9090
Título: Fluoroquinolonas como inibidoras das topoisomerases de Leishmania infantum
Autor: Pereira, Octávio José Carraça
Orientador: Sampaio, Isabel Maria Soares Pereira da Fonseca de
Ferreira, Fernando António da Costa
Palavras-chave: Leishmaniose
Leishmania infantum
Fluoroquinolona
Topoisomerase
Leishmaniosis
Leishmania infantum
Fluoroquinolone
Topoisomerase
Data de Defesa: 11-Fev-2015
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Pereira, O.J.C. (2015). Fluoroquinolonas como inibidoras das topoisomerases de Leishmania infantum. Dissertação de mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A leishmaniose é uma das principais doenças negligenciadas, com uma incidência de 1,3 milhões de casos anuais em humanos, dos quais se estima que resultem 20 mil a 30 mil fatalidades. O objectivo deste estudo foi avaliar a eficácia de 12 fluoroquinolonas, 2 isoflavonas e 1 aminocumarina na inibição do crescimento e efeito citotóxico de promastigotas de Leishmania infantum cultivados axenicamente. Os parasitas foram obtidos de animais diagnosticados com leishmaniose e cultivados em meio RPMI-1640 enriquecido com hemina, aminoácidos essenciais e urina humana, de acordo com uma adaptação dos métodos descritos na bibliografia, e incubados num dispositivo de baixo custo, construído para o efeito. As subculturas em fase logarímica foram tratadas durante 7 dias com 5 concentrações dos compostos. O grupo de controlo foi tratado com 3 concentrações de antimoniato de n-metilglucamina. Os efeitos foram medidos através da alteração da absorvência do meio de cultura após reacção de conversão de MTS, e por observação (microscopia óptica) de alterações morfométricas dos promastigotas. Nos testes a Balofloxacina, a Gemifloxacina e a Clinafloxacina mostraram os efeitos mais marcantes e LC50 menores. Os resultados sugerem o interesse no desenvolvimento de futuros testes in vitro e in vivo.
ABSTRACT - Leishmaniasis is one of the major neglected diseases, with an incidence of 1,3 million human cases annualy, of which an estimated 20.000 to 30.000 outcome in death. The aim of this study was to investigate the efficacy of 12 fluoroquinolones, 2 isoflavones and 1 aminocumarine in inhibiting the growth and possible cytotoxic effect on axenically grown Leishmania infantum promastigotes. The parasites were obtained from animals diagnosed with leishmaniasis and maintained in RPMI-1640 medium, supplemented with hemin, essential amino acids and human urine, in an adaptadion of methods previously described, and incubated in a purpose-built low cost device. Subcultures in log-phase were treated for 7 days with 5 fluoroquinolones concentrations. The control group was treated with 3 concentrations of meglumine antimoniate.. The effects were measured using the change in absorbance of the culture medium after MTS conversion reaction, and by optical microscopy observation of the morphometric changes in the promastigote population. In tests, Balofloxacine, Gemifloxacine and Clinafloxacine showed the most marked effects and lower LC50. The results suggest the interest in developing future tests in vitro and in vivo.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/9090
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Fluoroquinolonas como Inibidoras das Topoisomerases de Leishmania infantum.pdf7,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.