Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/9087
Título: Contribuição para o estudo da Angiostrongilose canina em Portugal continental : estudo da prevalência e análise da utilização da combinação imidaclopride/moxidectina
Autor: Serrão, Inês Henriques Ledesma de Castro
Orientador: Figueiredo, Manuel Filipe Dargent
São Braz, Berta Maria Fernandes Ferreira
Palavras-chave: Angiostrongylus vasorum
Angiostrongilose pulmonar canina
Cão
Prevalência
Portugal continental
Moxidectina
Canine pulmonary angiostrongylosis
Dog
Prevalence
Mainland Portugal
Moxidectin
Data de Defesa: 16-Jul-2015
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Serrão, I.H.L.C. (2015). Contribuição para o estudo da Angiostrongilose canina em Portugal continental : estudo da prevalência e análise da utilização da combinação imidaclopride/moxidectina. Dissertação de mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A angiostrongilose pulmonar canina é uma parasitose cujo agente etiológico, Angiostrongylus vasorum, tem um ciclo de vida heteroxeno, com uma fase do seu ciclo evolutivo num gastrópode, o seu hospedeiro intermediário, e que completa o seu desenvolvimento no ventrículo direito e artérias pulmonares do cão, o seu hospedeiro definitivo. Vários estudos demonstraram que a prevalência desta parasitose tem vindo a aumentar, embora as causas ainda não sejam totalmente conhecidas. Uma vez que ainda não existem muitos estudos em Portugal que tenham averiguado a prevalência do parasita na espécie canina, um dos principais objetivos deste trabalho foi perceber a situação atual desta parasitose em Portugal continental. Assim, a presença de antigénio de A. vasorum foi avaliada em amostras de soro de 400 cães provenientes de 5 regiões distintas do país, Norte, Centro, Lisboa, Alentejo e Algarve, utilizando para o efeito o teste rápido Angio Detect®. A amostra em estudo foi negativa para a presença de antigénios de A. vasorum. Contudo, tendo em consideração que o teste utilizado tem uma sensibilidade e uma especificidade inferiores a 100%, pode afirmar-se que a prevalência da parasitose no país, de acordo com estes resultados, é inferior a 0,31% (IC: 95%). Para complementar a informação obtida quanto à prevalência do A. vasorum e à angiostrongilose pulmonar canina em Portugal pretendeu-se também avaliar o conhecimento dos médicos veterinários quanto à parasitose e averiguar a utilização da moxidectina associada a imidaclopride, sendo que a moxidectina tem precisamente indicação para a prevenção e tratamento da infeção por A. vasorum. Os resultados obtidos demonstram que a amostra populacional da comunidade médico-veterinária portuguesa estudada se encontra bem informada sobre a doença e que a grande maioria recomenda uma profilaxia antiparasitária através da utilização deste medicamento. Este facto parece indicar que se pode constituir como um fator limitante no desenvolvimento da parasitose em Portugal.
ABSTRACT - The canine pulmonary angiostrongylosis is a parasitic disease caused by Angiostrongylus vasorum. This parasite has an heteroxenous life cycle, with a phase of its cycle in a gastropod, the intermediary host, and completes its development in the right ventricle and pulmonary arteries of the dog, the definitive host. Many studies has shown that the prevalence of this disease has been rising, although its causes are not completely understood. Since at the present time there are only a few studies in Portugal mainland that investigated the prevalence of this parasite in the canine species, one of the aims of this study was to understand the current situation of this parasitic disease. So, the presence of the A. vasorum antigen was assessed in 400 dogs from 5 different regions of the country, Norte, Centro, Lisboa, Alentejo e Algarve, using the rapid test Angio Detect®. The studied samples were negative for the presence of antigens from A. vasorum. However, bearing in mind that the test has a sensitivity and specificity under 100%, it is possible to affirm that the prevalence of this parasitic disease in the country, according with these results, is under 0,31% (IC: 95%). As a complement of the information obtained regarding the prevalence of A. vasorum and canine pulmonary angiostrongylosis in Portugal, this study also aimed to evaluate veterinarian’s awareness about angiostrongylosis in dogs, and assess the use of the medicine moxidectin plus imidacloprid (Advocate®), an endectocide precisely indicated for the prevention and treatment of A. vasorum. This study demonstrated that portuguese veterinarian community is well informed about the disease and that the majority recommends an antiparasitic prophylaxis through the use of this medicine. This fact suggests that this may constitute a limiting factor in the development of this parasitic disease in Portugal.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/9087
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.