Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/9056
Título: Perfil de autoconceito e a autoestima em crianças e jovens com perturbação de hiperactividade e défice de atenção : variabilidade em função do género, idade, comorbilidade, intervenção e percepção dos pais. O autoconceito e a autoestima das crianças e jovens com perturbação de hiperactividade e défice de atenção : uma revisão da bibliografia.
Autor: Pimentel, Mónica Maria Appleton de Serpa
Orientador: Melo, Ana Isabel Amaral do Nascimento Rodrigues de
Palavras-chave: Autoconceito
Autoestima
Intervenção precoce
Percepção dos pais
Perturbação de hiperactividade e défice de atenção
Data de Defesa: 2010
Citação: Pimentel, Mónica (2010) - Perfil de autoconceito e a autoestima em crianças e jovens com perturbação de hiperactividade e défice de atenção : variabilidade em função do género, idade, comorbilidade, intervenção e percepção dos pais. O autoconceito e a autoestima das crianças e jovens com perturbação de hiperactividade e défice de atenção : uma revisão da bibliografia. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: Artigo Empírico - Objectivo: O presente estudo pretende analisar o perfil de Autoconceito e Autoestima em crianças e jovens com Perturbação de Hiperactividade e Défice de Atenção (adiante PHDA), estudando o efeito de um conjunto de variáveis no mesmo, compará-lo com o de crianças sem diagnóstico e com as percepções dos pais. A amostra é constituída por um grupo de indivíduos com PHDA (N=225) e outro sem PHDA (N=181) entre os 6 e os 14 anos e respectivas mães. Metodologia: Utilizou-se a Escala de Autoconceito e Autoestima para Crianças de Susan Harter (1985), aferida à população portuguesa por Martins, Peixoto, Mata & Monteiro (1995), a Escala Pictórica de Percepção de Competência e Aceitação Social de Susan Harter (1984) aferida à população portuguesa por Mata, Monteiro & Peixoto (2008) e um questionário sobre a Percepção que os Pais têm dos filhos (Pimentel & Rodrigues, 2009). Conclusões: O grupo de estudo apresentou um bom perfil de Autoconceito e Autoestima, excepto nas áreas Comportamental e Escolar, mas significativamente inferior ao grupo de controlo, em todas as áreas. A Idade e o Género parecem ter efeito nos resultados, sendo este mais negativo nos mais velhos e nos rapazes. A percepção dos pais do grupo de estudo é significativamente mais negativa do que a do grupo de controlo.
Artigo de Revisão Bibliográfica - É extensa literatura existente sobre o impacto que a Perturbação de Hiperactividade e Défice de Atenção (adiante PHDA) poderá ter no desenvolvimento do Autoconceito e da Autoestima, no entanto a controvérsia mantém-se. Se por um lado, existem dados que apontam para o facto destas crianças e jovens terem um Autoconceito positivo e uma boa Autoestima, por outro, existem resultados que indicam o contrário. São também diversas as explicações para tais efeitos, entre elas, o resultado das experiências negativas que estes indivíduos vão vivenciando ao longo da vida, a existência de um Autoconceito Ilusório e a predominância do Locus de Controlo Externo. As variáveis que parecem influenciar o desenvolvimento destas funções são tantas, quanto os resultados encontrados, como consequência dessa variabilidade, o que, por sua vez, condiciona a obtenção de conclusões claras e generalizáveis à população com PHDA de uma forma geral – mais ainda quando ela própria é bastante heterogénea no que diz respeito ao seu fenótipo comportamental. Este trabalho tem como objectivo apresentar uma revisão bibliográfica sobre a interacção entre o Autoconceito, a Autoestima e a PHDA e ainda factores que possam influenciar esta relação, procurando fazer uma análise crítica da mesma e do que tem sido referido como limitações, por parte dos vários autores.
Descrição: Mestrado em Reabilitação Psicomotora
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/9056
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Artigo Empírico Definitivo.pdfArtigo empírico254 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!
Artigo de Revisão Definitivo.pdfArtigo de revisão bibliográfica231,5 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.