Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/890
Título: Íleo pós-cirúrgico equino e o seu tratamento
Autor: Falcão, Slavador de Noronha de Alarcão
Palavras-chave: Íleo
Intestino
Motilidade
Fármacos procinéticos
Íleus
Intestine
Motility
Prokinetic drugs
Data de Defesa: 7-Abr-2008
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Resumo: Com este estudo pretendeu-se fazer uma revisão acerca das causas e do que se sabe da fisiopatologia do íleo pós-cirúrgico equino e as suas possíveis opções de tratamento. Este estudo foi baseado na revisão bibliográfica de artigos científicos e completada com um caso clínico observado durante o estágio na universidade de Gent. O objectivo deste trabalho foi fazer uma revisão da anatomia e fisiologia do tracto gastrointestinal equino. O principal objectivo é fornecer ao clínico de equinos uma ideia dos principais problemas associados com a cirurgia do tracto gastrointestinal, especialmente quando há compromisso do intestino delgado. Com base neste estudo, supõe-se que o ileo resulta de um conjunto de circunstâncias que promovem a hipomotilidade intestinal, entre as quais se encontram a inflamação intestinal, alterações do sistema nervoso entérico, alterações electrolíticas, endotoxémia e isquémia. Vários estudos sublinham que os agentes procinéticos são uma ferramenta muito importante no tratamento do íleo pós-cirúrgico em cavalos. Diferentes classes de fármacos procinéticos são usados, dependendo se o problema se localiza no intestino delgado ou no intestino grosso. Se o problema se localiza no intestino delgado, pode-se usar fármacos como a lidocaína, a metoclopramida e a eritromicina. Se o problema se localiza no intestino grosso podem-se usar fármacos como a naloxona, a neostigmina, a eritromicina e a lidocaína.
ABSTRACT The aim of this study was to review the causes and what is known about the pathophysiology of equine post-operative ileus and possible treatment options. This study was based on a review of scientific papers on the subject, completed with a case study observed during the practical training in Ghent University. The objective of this study was also to review the anatomy and physiology of the equine gastrointestinal tract. The overall goal was to provide to the equine clinician an idea of the principal problems associated with gastrointestinal surgery, especially when there is compromise of the small intestine. Based on this study, ileus may result from a variety of circumstances which promote intestinal hypomotility, amongst which the most important are intestinal inflammation, enteric nervous system inbalance, electrolytic inbalance, endotoxémia and isquemia. Several studies underline that prokinetic drugs are an important tool in the treatment of post-operative ileus in horses. Different classes of prokinetic drugs are used, depending on where the hypomotility is localized: small intestine or hindgut. If the problem is localized in the small intestine, we can use drugs like lidocaine, metoclopramide and erythromycin. If the problem is localized in the hindgut, we can use naloxone, neostigmine, erythromycine and lidocaine.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/890
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Abstract DMIMV.pdf15,22 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.