Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/8637
Título: Parentalidade e a sua avaliação: contributo para a validação do Inventário sobre Parentalidade de Adultos e Adolescentes (versão 2), para a população portuguesa.
Autor: Almeida, Bárbara Lobo de
Orientador: Brandão, Maria Teresa Perlico Machado
Palavras-chave: Família
Estilos parentais
Intervenção parental
Maus tratos infantis
Parentalidade
Propriedades psicométricas
Data de Defesa: 2015
Citação: Almeida, Bárbara Lobo de (2015) - Parentalidade e a sua avaliação: contributo para a validação do Inventário sobre Parentalidade de Adultos e Adolescentes (versão 2), para a população portuguesa. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: Artigo 1: Parentalidade positiva e parentalidade de risco: Das crenças às práticas parentais - A parentalidade tem sido alvo de inúmeras investigações, pelo papel determinante que tem no desenvolvimento infantil e nas consequências, individuais, familiares e sociais, que podem advir de inadequação dos processos de acompanhamento, formação e envolvimento com a criança. Embora essencial para o bem-estar infantil, nem sempre os cuidadores sentem a responsabilidade da parentalidade e detêm os recursos necessários para um adequado desempenho da mesma. Atualmente, ainda se verificam números alarmantes de crianças vítimas de maus-tratos, cujo futuro é marcado pela vivência diária com estes modelos de parentalidade. Uma intervenção atempada junto às famílias pode determinar uma mudança no rumo educativo e, por consequência, na vida da criança e da família. Esta intervenção deve ter como base uma avaliação das crenças, expetativas, atitudes e prioridades da família, particularmente as figuras parentais. Diversos estudos têm evidenciado o impacto positivo deste tipo de intervenções, sendo indicação de muitos deles a importância do seu estudo continuado, bem como da validação de instrumentos de avaliação que permitam intervir precocemente nas problemáticas ligadas à negligência, violência e maus-tratos. No sentido de rever e aprofundar esta temática, o presente artigo tem como objetivo a realização duma revisão da literatura sobre o fenómeno da parentalidade, conceitos, modelos teóricos e estudos para melhorar a compreensão deste fenómeno e para que se identifiquem caminhos para que se torne mais adequada e positiva. Artigo 2: Avaliação da Parentalidade: Estudo das propriedades psicométricas do Inventário sobre Parentalidade de Adultos e Adolescentes (Versão 2), para a população portuguesa - Ao longo dos últimos anos, o desenvolvimento infantil e fatores protetores têm sido alvo de várias investigações oriundas de diversas áreas científicas, verificando-se um aumento significativo no número de estudos que exploram diferentes dimensões da parentalidade, em diversos grupos-alvo tentando averiguar a sua influência na educação e desenvolvimento das crianças. A avaliação das atitudes, perceções, conhecimentos, crenças e práticas parentais tem sido um dos aspetos bastante estudado, sentindo-se a necessidade de desenvolver e validar mais e novos instrumentos, que permitam medir os aspetos acima referidos de forma concreta e fiável. O presente estudo teve como objetivo investigar algumas das qualidades psicométricas do inventário AAPI-2, numa amostra da população portuguesa. A amostra engloba 1181 cuidadores, residentes em diferentes localidades de Portugal Continental e Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira. A recolha de dados decorreu durante três anos, entre 2009 e 2011, através da aplicação do AAPI-2 a famílias consideradas em risco e sem risco aparente, por parte de diversos profissionais que intervêm junto de crianças e famílias, incluindo, psicólogos e técnicos do serviço social, entre outros. Foram reunidas as diferentes bases de dados e construída uma única, para a presente investigação. Os resultados parecem evidenciar a necessidade de uma revisão e ajuste estrutural e de conteúdos no inventário na versão traduzida para a língua portuguesa, uma vez que não foram verificados os parâmetros exigidos para a sua validação, tanto ao nível da sensibilidade do AAPI-2, como ao nível da sua fiabilidade e validade de constructo. Realça-se que a validação de um instrumento é um processo dinâmico e contínuo, sendo este um estudo preliminar exploratório das suas componentes psicométricas. Neste sentido, sugere-se algum cuidado na interpretação dos resultados, assim como a realização de novos estudos, com diferentes amostras e condições de análise.
Descrição: Mestrado em Reabilitação Psicomotora
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/8637
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Definitiva_Bárbara Almeida (AAPI-2).pdf1,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.